A sucessão na igreja pode ser um assunto difícil e, às vezes, envolver muitas conversas desagradáveis. Mas não precisa ser assim. À medida que os pastores envelhecem, eles podem se preparar para que a transição da liderança em suas igrejas ocorra sem problemas e suas igrejas estejam preparadas para permanecer em uma trajetória saudável.

Uma variedade de razões para mudança

Uma série de coisas pode dificultar que os pastores renunciem ou se aposentem à medida que se aproximam da idade da aposentadoria. Estas podem variar de um profundo apego à igreja e uma relutância em renunciar à liderança dela, ao medo da mudança e à resistência em entrar em um período de aposentadoria, à necessidade de segurança financeira.

Este último motivo pode vir de uma necessidade muito legítima. Se eles estão servindo em uma igreja pequena, eles podem não ter meios de se aposentar e só têm as condições de sobreviver. Precisamos encontrar uma maneira de garantir que esses pastores sejam cuidados, enquanto a igreja continua crescendo até a próxima estação de ministério e missão.

Muitas vezes, muitas igrejas chegam a um ponto em que as pessoas dizem: “Eu gostaria que o pastor se aposentasse”. Nós nunca queremos ficar mais tempo do que somos bem-vindos. Por exemplo, todos nós já passamos por situações em que convidamos pessoas e nos divertimos muito, mas depois elas acabam ficando um pouco em demasia e ansiamos que elas voltem para casa.

Desejar que um pastor se aposente não é um grande começo para uma transição suave do lançamento da igreja em um futuro saudável. Quando a congregação começa a desejar que um pastor se aposente, mas o pastor se recusa a reconhecê-lo, isso cria uma situação desconfortável. Alguém confiável deve ir ao pastor e lhe falar com amor, encorajando o pastor a renunciar.

Note que isso não significa que quando os pastores entram em seus 60 anos, nós simplesmente os descartamos. Não é incomum, de fato, que os pastores realmente se dêem bem nesta temporada da vida, pois tiveram muitas experiências, muita sabedoria e incontáveis ​​horas de treinamento.

Mas quando os pastores chegam aos 60 anos, é sensato para eles começarem a pensar em sucessão e a formar um plano. É semelhante ao que fazemos na vida à medida que envelhecemos. Preparamos nossa família e nossos filhos (se tivermos filhos) para o que acontece quando estamos fora ou não somos mais capazes de fazer as coisas que fazemos. Se uma igreja atrasa a elaboração e implementação de um plano de sucessão por muito tempo, a igreja pode começar a envelhecer com o pastor.

Algumas dicas para uma boa transição

Quando um pastor está se preparando para se aposentar, uma maneira pela qual ele pode amar a igreja é dar à ela um aviso bem antes da data de partida. A igreja pode então iniciar o processo de encontrar um novo pastor enquanto o antigo pastor ainda está lá, pregando e vigiando a congregação. Desta forma, a igreja não é deixada sem pastor por muito tempo enquanto eles lutam para encontrar um novo pastor.

E não, não há um prazo definido para o quão adiantadamente os pastores devem deixar suas igrejas saberem que estarão se aposentando. Às vezes, é uma questão de meses; outras vezes, um ano ou dois pode ser ideal. Para outros ainda, 4-5 anos podem ser necessários para trabalhar através de transições importantes da igreja que precisam ocorrer. Esse número será em grande parte determinado pela cultura e personalidade individuais de cada igreja.

Uma possibilidade para uma transição mais tranquila é levar um ano no qual a liderança lentamente passa do antigo pastor para o novo pastor. Desta forma, o pastor que está saindo tem tempo para gradualmente sair do papel e o novo pastor tem tempo para conhecer a igreja antes de assumir um papel de liderança pleno. A congregação também terá a oportunidade de construir a confiança com o novo pastor sem ter que se despedir abruptamente do pastor que está saindo.

Pós-aposentadoria

Vale a pena notar que os pastores que se aposentam de seus papéis podem - e muitas vezes devem - continuar no ministério em algum nível. Há muitas maneiras pelas quais eles podem continuar a servir sua igreja local e a igreja global. Estas podem incluir, mas não estão limitados a:

● Tornar-se um mentor para pastores mais jovens na área
● Assumir um papel de liderança menor sob o novo pastor por alguns anos como parte da transição
● Escrever um livro

Os pastores não se tornam obsoletos para a missão de alcançar nosso mundo para Jesus quando eles se aposentam. Muitos, de fato, continuarão a ter os anos mais férteis de ministério depois de se retirarem do púlpito.

Quando eles suavemente entregaram o bastão ao próximo pastor, muitos pastores também permanecem membros integrais e valorizados de suas comunidades eclesiais. Alguns são capazes de cumprir um papel de “avós”, capazes de gentilmente falar com sabedoria em suas igrejas o que ninguém mais poderia dizer por causa de sua história e experiência.

A sucessão da igreja, embora às vezes difícil, pode ser um passo útil no crescimento de uma igreja em direção a um futuro saudável.

Ed Stetzer ensina sobre Igreja, Missão e Evangelismo no Wheaton College, é diretor executivo do Billy Graham Center e publica recursos de liderança da igreja através do Mission Group.

Traduzido por Fabricio Luís Lovato a partir do artigo Church Succession da revista The Sabbath Recorder.

Artigos Relacionados

Início do Treinamento Ministerial em Moçambique Início do Treinamento Ministerial em Moçambique
  Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o...
5 Perguntas a Serem Feitas Se Sua Igreja Não Está Crescendo 5 Perguntas a Serem Feitas Se Sua Igreja Não Está Crescendo
Provavelmente você não quer ver sua igreja parar de cumprir sua missão. Uma das primeiras missões da igreja local é alcançar novas pessoas com o amor...
Evangelização das Crianças, Segunda-feira
Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.   Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu...
Viagem Missionária a Moçambique 2016 Viagem Missionária a Moçambique 2016
Viagem Missionária para África do Sul e Moçambique Amados irmãos. Graça e paz da parte de Jesus Cristo, nosso Senhor. A Sociedade Missionária...