Notícias

SAM_0419.jpg

Há uma afirmação bastante conhecida no meio evangélico: “Uma alma vale mais que o mundo inteiro”. Foi pensando nisso que, no dia 17 de março de 2012, em Cascavel, Paraná, realizou-se o batismo do irmão Marcos Antonio da Silva, o qual selou publicamente o seu compromisso com Jesus Cristo. O ministrante foi o Pr. Patrick Ferreira Padilha, com a participação do Pr. Erasmo Piaceski. No mesmo dia, no culto à noite, foi realizada a Ceia do Senhor no templo da Igreja Batista do Sétimo Dia de Cascavel. Muitos irmãos participaram desta festa maravilhosa e houve uma presença sensível do Espírito Santo sobre a vida de cada um dos irmãos, que ali se fizeram presentes.

Sermões em áudio são uma ótima opção para quem quer praticidade no estudo da Bíblia. Você pode ouvir cada pregação online ou baixar o MP3 no seu celular ou Player e ouvir onde e quando quiser.

Pela graça e misericórdia de Deus, foi inaugurada no último dia 03 de março a Igreja Batista do Sétimo Dia de Vila Rica, no Estado do Mato Grosso. A Igreja, nesta cidade, teve o seu início no ano de 1986, com a família do irmão Darci Gomes de Castro e sua esposa Maria Odete Correia de Castro.

No dia 31 de março e 1º de abril, a Igreja Batista do Sétimo Dia de Campinas celebrou o seu primeiro aniversário. Foram dois dias de muita alegria e festa na presença do Senhor. Muitos irmãos participaram e Deus se fez presente nas programações festivas, ensinando, orientando, unindo e dirigindo Sua igreja naquela cidade.

Na ocasião, esteve presente o Presidente Executivo da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira, Pr. Leonildo Lebkuchen, que se fez acompanhar de sua esposa, Edilene Lebkuchen. Também estiveram presentes, abrilhantando o trabalho, o Missionário Renato Negri e sua esposa Priscilla Negri.

No dia 31, durante a solenidade, o irmão Bráulio Rodrigues de Souza foi ordenado ao diaconato, pelas mãos do presbitério. Também, na oportunidade, foi feito o recebimento ao oficialato dos diáconos Ulysses Rodrigues Moitinho, Vicente Sebastião Gonçalves da Silva e Cícero José da Silva, e das diaconisas Maria Aparecida Dias Moitinho e Cecília Santos Dias da Silva.

A IBSD de Campinas começou oficialmente seus trabalhos eclesiásticos no dia 26 de março de 2011, realizando a primeira Escola Bíblica Sabatina e culto na garagem da residência do casal Vicente e Cecília, sob a direção do Pr. Bernardino Vargas Sobrinho e Pr. Daniel Miranda Gomes, designados, à época, pelo Conselho Administrativo da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira. Desde então, a Igreja vem experimentando um grande crescimento espiritual e também em seu rol de membros, que já ultrapassa a casa dos 100%. Louvado seja Deus por tudo isso!

Toda honra e toda glória seja dada ao Senhor Jesus, pelas maravilhas que Ele está fazendo em muitas vidas na cidade de Campinas e região.

Entre os dias 6 a 8 de abril de 2012, a Federação de Jovens Batistas do Sétimo Dia estará promovendo o Retiro Nacional de Jovens. O encontro tem como tema: “Vida com Deus é Compromisso”. Temos a plena certeza de que estes serão dias de muito crescimento espiritual, comunhão com Deus e com os irmãos em Cristo.

Por causa do seu apoio, o projeto de motocicletas em Serra Leoa está no meio do caminho - a Sociedade Missionária, no início deste ano, solicitou seu apoio para levar duas (2) novas motocicletas aos pastores/líderes dos BSD em Serra Leoa. Uma motocicleta está agora nas mãos de seus líderes e os relatórios são de que a primeira motocicleta está fazendo uma diferença significativa no ministério.

Alunos de diferentes nacionalidades

Nos últimos 20 anos, o número de estudantes universitários dos EUA provenientes de países não alcançados ou sub-alcançados quase dobrou para mais de um milhão. Muitas vezes, os Batistas do Sétimo Dia parecem encorajar seus jovens a irem às faculdades cristãs para “proteger” suas crenças, em vez de encorajar suas escolhas educacionais como oportunidades de evangelismo.

Igrejas no Burundi sem telhado

A Conferência BSD do Burundi solicitou a seus irmãos e irmãs internacionais que façam parcerias com eles para reparar e expandir outros locais de reunião. Eles concluíram as paredes e pediram nossa ajuda na compra de coberturas metálicas para seu novo prédio na vila de Ruhagarika. Como em Ruanda, várias de suas casas de reunião estão sob risco de fechamento ou destruição devido aos padrões do governo, por isso estamos trabalhando com eles para obter o máximo que pudermos em condições aceitáveis ​​para alcançar essas comunidades.