Pela fé Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado; Tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa.    

Hebreus 11:24-26 

Nossas escolhas influenciam o rumo de nossa vida. As pessoas sempre serão lembradas por aquilo que fizeram. Tais lembranças variam conforme os resultados. Há pessoas cuja lembrança produz admiração, enquanto que outras, repulsa e reprovação. Em Mateus 26:6-13, vemos Jesus ser ungido por certa mulher com perfume caríssimo. Enquanto os outros a censuravam por aquele “desperdício”, Cristo demonstrou-se apraz com tal gesto de carinho e garantiu que ela seria lembrada por onde fosse pregado o evangelho. Moisés não é lembrado em Hebreus como um boêmio que viveu em um palácio cujos caprichos foram bancados pelos servis sacrifícios de escravos. Sua memória traz à luz o fato de o grande príncipe egípcio ter abandonado o conforto palaciano e sofrido com o povo de Deus, visando a um futuro glorioso com Cristo. Pense bem: Quando Deus trouxer à lembrança suas escolhas no mundo, qual será a atitude dEle em relação a você?

Artigos Relacionados

A figueira estéril, domingo
O justo florescerá como a palmeira; crescerá como o cedro no Líbano. .   12 O justo florescerá como a palmeira;...
O administrador infiel, sábado
  Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro...
O administrador infiel, domingo
  A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. . &...
Os trabalhadores da vinha, sexta-feira
  Por isso hoje saberás, e refletirás no teu coração, que só o SENHOR é Deus, em cima no céu e...