Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.    

Hebreus 4:15 

A ideia de pecado traz-nos uma sensação de desconforto em relação à Deus e, ao mesmo tempo, de conformismo em relação à nossa humanidade, afinal de contas “ninguém é perfeito”. Como desculpas para nossos erros sempre usamos esses subterfúgios medíocres. Mas, a situação da humanidade perante um Deus Santo e Perfeito se agrava quando já não nos importamos mais em sermos pecadores. Devemos ter a consciência da culpa que carregamos e buscar, veementemente, a solução para essa desventura existencial. A saída é Cristo... Ele não só experimentou as amarguras desse mundo, como tornou-Se co-participante dos desastrosos resultados do pecado, porém, sem nunca ter pecado. Jesus é o Grande Sacerdote que nos pode conduzir ao Pai, porque nEle recebemos a habilidade de vencer nossos pecados e nos tornar santos e irrepreensíveis. Que a impecabilidade de Cristo venha a nosso favor a fi m de que sejamos aperfeiçoados em toda a nossa maneira de viver.

Artigos Relacionados

Os nomes de Deus, sábado
  Pai, glorifica o teu nome. .   Pai, glorifica o teu nome. Então veio uma voz do céu que dizia: Já o tenho...
A revelação de Deus, sábado
  Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra. .   Toda a Escritura é divinamente...
O Deus triuno, sexta-feira
Vamos observar uma sequência cronológica dos fatos da Redenção realizados pelo Deus Triúno em sua essência: O...
Os atributos de Deus III, quinta-feira
  Do aumento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar com ju&...