Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes?    

João 8:46

A complexidade da missão de Jesus na Terra compreende se em vencer o mundo e toda a maldição ocasionada pela rebeldia do homem (Gênesis 3:17). As pessoas daquela época tentavam imputar a Jesus algum pecado ou falta para terem do que Lhe acusar. O problema era que ninguém usava de legitimidade para com as Escrituras Sagradas, tentando distorcer os fatos, a fim de condenar a Cristo. Jesus sempre usou de sinceridade e verdadeira compreensão da Palavra de Deus e, por isso, os Seus inimigos não conseguiam uma acusação autêntica. Se usarmos a Bíblia de forma correta, nunca correremos o risco de errar. O provável é que não seremos populares quando fizermos valer os princípios sagrados da vontade de Deus; mas isso não importa... O que conta mesmo é o que o Senhor vai nos dizer quando aquele dia chegar: “Foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei. Participa da alegria do teu Senhor”.

Artigos Relacionados

A inerrância bíblica, segunda-feira
  Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade. .   Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.  ...
A inspiração da Palavra II
  O Espírito do SENHOR falou por mim, e a sua palavra está na minha boca. .   O Espírito do SENHOR falou por mim, e a...
A revelação da Palavra, terça-feira
João, nessa primeira carta, combate um falso ensinamento que negava que Jesus Cristo havia Se encarnado (I Jo 4:2-3). .  O QUE era desde o...
A unidade da Palavra, Sábado
  Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiç...