Escrituras para Reflexão: Salmos 145; João 16:13-15; Atos dos Apóstolos 1:14-26; Atos dos Apóstolos 2:1; Atos dos Apóstolos 2:42-47

O que posso ver através da Bíblia é que quando o povo de Deus ora junto, eles crescem juntos. As ações divinas podem ser poderosamente visíveis quando amamos uns aos outros. O Senhor frequentemente traz pessoas para a igreja quando seus membros cuidam uns dos outros, amam uns aos outros, servem uns aos outros e oram juntos a Deus. Quanto mais profundo amamos uns aos outros, mais favor conquistamos aos olhos de Deus.

Oramos melhor com aqueles a quem somos mais achegados. Quando não conhecemos muito bem alguém, fi ca mais difícil orar fervorosamente com eles e por eles. Quando conhecemos bem a alguém, mas há algum problema relacional, é difícil orar com essa pessoa. Quando gastamos tempo uns com os outros, partilhamos refeições juntos, compartilhamos nossos fardos e servimos juntos a Deus, orar tende a ser algo que fl ui naturalmente e que gostamos de fazer juntos.

As reuniões de oração em nossas igrejas serão mais dinâmicas se, de fato, nossa convivência for maior que apenas um dia por semana. Atividades que encorajam a construção de relacionamentos saudáveis também edificam uma atmosfera para orações dinâmicas e poderosas.

Estar “de acordo” ajuda-nos para que nossa oração seja poderosa. Ter esse tipo de unidade é orar pelas mesmas coisas. Quando estamos unidos em nossos desejos, missão e propósito, a oração pode se tornar muito poderosa. Esse tipo de unidade exige um amor profundo, exige que, a exemplo da igreja primitiva também tenhamos um só coração e uma só alma. Esse tipo de unidade torna-se poderosa quando o foco se volta para ajudar ou ver o bem dos outros e não o nosso próprio.

Quando existe esse tipo de relacionamento e unidade, torna-se mais fácil discernir a orientação do Espírito Santo para uma igreja. A oração se torna poderosa quando estamos sob a liderança do Espírito Santo nos mostrando sobre o quê orar, por quem orar e a quem e como responder e reconhecer a Deus e Suas ações em nossa vida. Com este discernimento do Espírito Santo, podemos ver e entender como os outros serão afetados por nossas orações.

Foco da oração:

Peça a Deus por meios e oportunidades para gastar tempo com irmãos da sua igreja. Construa relacionamentos profundos com eles. Pense em maneiras de investir tempo com pessoas fora da sua igreja para orar com eles. Com sua igreja, pensem sobre uma tarefa especifica que Deus lhes deu. Em suas orações, considerem as necessidades de outros.

Oremos pelos Batistas do Sétimo Dia no Caribe (Guiana e Jamaica).

Artigos Relacionados

Convocação para Jejum e Oração -  Federação Mundial Batista do Sétimo Dia Convocação para Jejum e Oração - Federação Mundial Batista do Sétimo Dia
Queridos irmãos e irmãs Batistas do Sétimo Dia ao redor do mundo,  Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo...
Comprometimento com a sociedade
  Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos c&...
Comprometimento com a sociedade, terça-feira
  Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;...
Comunicado Oficial “Urgente” da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira Sobre o Coronavírus (COVID -19) e a Conduta da Igreja Comunicado Oficial “Urgente” da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira Sobre o Coronavírus (COVID -19) e a Conduta da Igreja
ATENÇÃO PASTORES, PRESBÍTEROS, DIÁCONOS, DIACONISAS, PRESIDENTES E LÍDERES DAS IGREJAS BATISTAS DO SÉTIMO DIA NO BRASIL! Desejamos que a graça e a...