Escrituras: Êxodo 14:10-15; Filipenses 3:12-14

“Uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficam para trás e avançando para as que estão diante de mim.” Filipenses 3:13

A Bíblia tem ilustrado a vida do cristão de várias formas; ou como um viajante, ou como um atleta ou como um fazendeiro. Independentemente da imagem, progresso é a chave. Progresso pode ser definido como avançar ou movimentos dirigidos para frente em direção a um destino; ou desenvolvimento em direção a uma melhoria ou uma condição mais avançada. Muitas vezes nosso progresso tem sido impedido pela falta de direção ou foco criado por:

Obstáculos no caminho e ao nosso redor (o que inclui opinião pública);

Excesso de bagagem do passado na forma de frustrações ou realizações;

Complacência (satisfação consigo mesmo).

Paulo argumentou que nenhuma destas coisas impediria o progresso dele assim ele esqueceria o passado e prosseguiria para o seu objetivo.

Jornada: Nossa jornada da salvação é como a jornada dos filhos de Israel do Egito para Canaã através do deserto. Logo depois da libertação deles, enquanto eles ainda estavam celebrando a libertação deles da escravidão, sendo liderados por Deus, simbolizado pela Nuvem durante o dia e uma Coluna de Fogo durante a noite, eles tiveram uma parada repentina. Aqueles que estavam atrás não sabiam a razão do comboio ter parado. Havia um bloqueio na frente na forma de um corpo gigante e intransponível de água: o Mar Vermelho. Quando eles olharam para trás… eles viram um exército de egípcios vindo. Desanimados eles começaram a se lamentar considerando suas vidas enquanto estavam no Egito (Êxodo 14:10-12). Deus os instruiu, “Vão em frente!”.

Embora, a jornada que poderia ter levado um período de dias se eles tivessem guardado as palavras de Deus, ela durou quarenta anos porque eles perderam o foco e eles continuavam olhando para trás relembrando o passado. Ao invés de olharem para frente para a coluna de fogo durante a noite e a nuvem durante o dia, eles continuaram a olhar para trás revivendo as memórias do Egito. Eles fizeram um bezerro de ouro nos moldes dos deuses do Egito, eles escolheram líderes para levá-los de volta ao Egito e eles continuavam considerando a comida que eles estavam acostumados a comer no Egito. Eles pagaram o preço por não se esquecerem do passado e não terem olhado para frente.

A analogia de um fazendeiro: para ensinar este princípio, Jesus usou a analogia de um fazendeiro conduzindo um arado puxado por bois “Nenhum homem, colocando a mãos no arado e olhando para trás, serve para o reino de Deus.” Significa que o reino de Deus é para aqueles cuja atenção não é atolar-se ou desviar-se pelo que ficou para trás, o conforto, normas sociais, laços familiares nem opiniões populares predominantes (Lucas 9:57-62).

A analogia de um atleta: uma das coisas que o mundo moderno está em dívida com os gregos antigos são os Jogos Olímpicos. Algumas das igrejas que Paulo estava ministrando estavam entre os gregos que eram bem familiares com atletas. Consequentemente ele achou fácil desenhar analogias dos jogos atléticos para ilustrar a vida cristã. Ele comparou a vida espiritual de um cristão a uma corrida (1 Coríntios 9:24-27, 2 Timóteo 4:7). Paulo sabia que na vida espiritual dele haveria pessoas que iriam distraí-lo, glorificando-o erroneamente ou que fariam lembrar-lhe do seu passado sujo. Haveria também obstáculos no caminho. Não importa o que fosse, mas ele focou unicamente em seu objetivo e avançou em direção a ele.

Nesta corrida, Jesus é nosso conselheiro e treinador (1 Coríntios 11:1 Hebreus 12:1-2)

Que grande alegria será alcançar a linha de chegada, levantar seu troféu e afirmar orgulhosamente: “Eu lutei uma boa luta, eu terminei a corrida!”

Reflexões:

  1. Quais coisas impedem seus objetivos?
  2. Como você pretende lidar com cada um deles neste ano?

Oremos pelos Batistas do Sétimo Dia no Sudão do Sul, Tanzânia, Uganda*, Ucrânia, Estados Unidos da América*, Canadá e Zâmbia*.

Artigos Relacionados

Encarte Missionário Internacional 2019 Encarte Missionário Internacional 2019
Jesus deixou muito claro que missões não têm fronteiras (Atos 1:8). Portanto, as Igrejas Batistas do Sétimo Dia Brasileiras têm tido a tradição de...
Uma coisa é indispensável: Intimidade com Jesus
Escrituras: Lucas 10:38-41 “Marta! Marta! Você anda inquieta e se preocupa com muitas coisas, mas apenas uma coisa é necessária. Maria escolheu a boa...
Uma coisa à disposição: Praticando suas habilidades, simples assim
Escrituras: Êxodo 3:1-21; 4:1-3 “O que é isso que você tem na sua mão? Ele respondeu: um bordão.” Êxodo 4:2 Quando perguntaram a Moisés: “o que é...
Uma coisa almejamos: Investir no Reino
Escrituras: Salmos 27:4 “Uma coisa peço ao SENHOR e a buscarei: que eu possa morar na Casa do SENHOR todos os dias da minha vida... e meditar no seu...