Imprimir
Lições Bíblicas
Acessos: 800
Ano 2016
Autor
Número de Páginas 210
Disponibilidade PDF Somente
Tipo de Livro E-Book (PDF)
Formato 14x21cm
ISBN 978-85-464-0087-4

Nesta lição vamos estudar a segunda parte do livro de Apocalipse, onde discorreremos o conteúdo dos capítulos 8 a 22. Explorar os textos deste livro bíblico não é uma tarefa muito fácil, visto que vários caminhos são trilháveis no estudo da obra. Rogamos compreensão da parte do leitor, pois nem todos os temas serão abordados da mesma forma e cada autor poderá interpretar o conteúdo proposto segundo sua visão.

No geral, existem quatro métodos de se interpretar o livro de Apocalipse:

Método Idealista

Este método evita o problema de ter de encontrar cumprimento histórico para os símbolos do Apocalipse, e vê somente um quadro simbólico do conflito cósmico espiritual entre o Reino de Deus e os poderes satânicos. A besta é o mal satânico em qualquer forma que ele tome para oprimir a igreja. 1 A escola idealista de interpretação julga que o livro de Apocalipse é um desdobrar de princípios em figuras. O propósito do livro não é falar de eventos específicos a virem, mas somente ensinar verdades espirituais que podem ser aplicadas a todas as situações (ou serem delas derivadas).

Método Histórico

Este método encara o Apocalipse como uma profecia simbólica de toda a história da Igreja até a volta de Cristo e o fim dos tempos. Os muitos símbolos do livro identificam diversos acontecimentos e tendências da história do mundo ocidental e da Igreja. 2

Método Preterista

Interpretado nesta linha, o Apocalipse expressa as esperanças dos cristãos primitivos da Ásia, de que eles em breve seriam libertados dos seus sofrimentos sob o domínio dos romanos. Este ponto de vista acredita que a Roma imperial era a besta do capítulo 13 e a classe sacerdotal asiática que incentivava o culto a Roma era o falso profeta. 3 Esse método defende que as principais profecias do livro do Apocalipse cumpriram-se na destruição de Jerusalém (70 d.C.) e na queda do Império Romano.

Método Futurista

Este método interpreta o Apocalipse em grande parte como uma profecia de acontecimentos futuros, colocada em termos simbólicos, que levam ao fim do mundo e o acompanham. O ponto de vista futurista tomou duas formas principais, que podemos chamar de moderada e extrema ou dispensacionalista. 4 O futurismo aponta à tribulação final da igreja e é, portanto, especialmente dirigido aos crentes nos últimos anos da história.

Alguns intérpretes não seguem um método fixo de interpretação, mas preferem abordar o livro fazendo uma mescla dos métodos. Portanto, é aceitável que haja diferenças variadas na exposição dos textos. O que não podemos é perder o foco da mensagem principal do livro de Apocalipse: Jesus breve voltará para buscar a sua Igreja, e esta, em todos os tempos, precisa estar preparada para este encontro.

"Eeis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras.

Apocalipse 22:12

No amor do Pai.

Pr. Renato Sidnei Negri Junior 

Direitos reservados por:
Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira