Ano 2017
Autor
Número de Páginas 201
Disponibilidade PDF Somente
Tipo de Livro Brochura
Formato 14x21cm
Primeiras páginas
ISBN 978-85-464-0539-8

Neste trimestre, iremos nos ocupar com o estudo do livro dos Salmos. Este livro bíblico é um dos mais lidos entre os cristãos, devido à beleza dos textos poéticos e pela fácil compreensão do conteúdo, além do fato de que é a mais bela coletânea de cânticos do povo de Deus. Todavia, "Salmos" é muito mais do que canção e poesia; seu conteúdo também é rico em teologia. Aliás, é a teologia em forma de poesia. Como o Saltério é muito extenso, nosso estudo será dividido em dois volumes que se ocuparão em discorrer sobre os Salmos mais conhecidos do público cristão.

O título do livro, "Salmos", nas versões em Português, é resultado da antiga tradução grega do Antigo Testamento. O nome, em grego, pode ser traduzido por "Cânticos" e corresponde à palavra, no original hebraico, mizmor (da raiz verbal "cantar" ou "tanger um instrumento"). O primeiro título hebraico foi "Livro de Louvores", visto que o seu propósito foi prover para Israel uma coletânea de cânticos para adoração adequada em diversas situações.

Diferentemente dos demais livros da Bíblia, Salmos não é resultado do empenho de um único autor, ou compositor, tratando-se de canções. O mais conhecido deles é Davi, mas também temos textos de Salomão, dos filhos de Corá e de Asafe, Etã, Moisés e outros autores desconhecidos, abrangendo o período de 1440 a 400 a.C., aproximadamente. Quanto à classificação dos gêneros, os Salmos podem ser classificados da seguinte forma:

  1. Hinos de Louvor;
  2. Lamentos (queixas, petições e imprecações);
  3. Salmos de Ação de Graça;
  4. Cânticos de Confiança (ou fé e misericórdia);
  5. Salmos Reais (No sentido de realeza)
  6. Salmos de Sabedoria ou Sapienciais.

Quanto à estrutura, a tradição antiga divide o Saltério em cinco livros que correspondem ao Pentateuco, os cinco primeiros da Bíblia, escritos por Moisés. Cada divisão de "Salmos" termina com uma doxologia e tem outras características que os distinguem dos demais; assim:

  1. Livro 1: Salmos 1;
  2. Livro 2: Salmos 42;
  3. Livro 3: Salmos 73;
  4. Livro 4: Salmos 90;
  5. Livro 5: Salmos 107.

A composição do Saltério aconteceu durante o período do Antigo Testamento como um todo, e a sua teologia é tão abrangente como a teologia veterotestamentária. Martinho Lutero chamou o livro dos Salmos de "uma pequena Bíblia e o sumário do Antigo Testamento". Ademais, a sua importância ocorre pelo fato de que, como os demais livros do Velho Testamento, Cristo é revelado ao longo de todo o Saltério. O próprio Jesus e os escritores do Novo Testamento fazem extenso uso dos Salmos para expressar temas como o sofrimento de Jesus (Mateus 27:46) e Sua glorificação (Mateus 22:41-46). Além disso, para o cristão, Jesus torna-se o objetivo de culto do Saltério. 1

Desta forma, estudar este livro torna-se um intuito delicado, prazeroso e necessário aos cristãos. Se Deus merece todo o louvor e adoração, precisamos aprender com o Saltério a melhor forma de fazermos tal intento.

No amor do Pai,

Pr. Renato Sidnei Negri Junior

1 - Bíblia de Estudo de Genebra. Cambuci SP: Editora Cultura Cristã, 2009. pp.687-689.

Direitos reservados por:
Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira