Escrituras: Lucas 18:18-25 ou Mateus 19:16-24

“Uma coisa te falta…” Lucas 18:22

O jovem não era apenas rico, mas ele era muito religioso. Desde a infância ele foi doutrinado a memorizar a lei e diligentemente guardá-la. Ele obviamente visitou o templo com muita frequência, segundo os rituais dos momentos de oração, ele dizimava e dava toda oferta requerida. Na verdade ele só veio até Jesus para receber a confirmação que ele estava no caminho correto. Apesar de todos esses esforços, Jesus notou que o jovem estava aquém em uma coisa. Quando Jesus tocou na ferida dele, o jovem que era um administrador, saiu desapontado e frustrado. A riqueza é um símbolo de conquistas, ela garante um estilo de vida confortável, a riqueza dá às pessoas uma posição de status na sociedade, a riqueza é um potencial para posição de poder. Alguns a adquirem por herança enquanto outros por trabalho duro e suor.

Eu venho de uma sociedade onde a educação é percebida como uma porta de entrada para a riqueza ou pelo menos para uma vida confortável. Cada pai enviaria seu filho à escola não porque a educação é uma benção, mas para garantir um bom emprego e, consequentemente, uma boa remuneração e uma vida confortável. O sistema de educação é um gargalo. Aqueles que se programam para entrar na universidade devem ser aprovados pelo Certificado Escolar do país com sucesso total, ou seja, com méritos. Aqueles que conseguem as melhores notas automaticamente estão qualificados para receber bolsas de estudo do governo. Os melhores candidatos são selecionados para serem capacitados como médicos, doutores, engenheiros, advogados e esses cursos prestigiados e recompensadores. Alguém surpreenderia a sociedade e seria percebido com insano se ele alcançasse altas notas e declarasse que queria ir para uma universidade para estudar teologia e ser ministro do evangelho em período integral.

O jovem rico deveria estar na mesma situação. Vender e distribuir toda sua riqueza significava perder poder, status e conforto. Seguir Jesus diariamente poderia ter um significado além da pobreza e se juntar a uma sociedade corrompida, mas poderia significar ser sem-teto e indigente. A sociedade certamente teria questionado sua capacidade de raciocínio. Não seria possível servir a Deus sem se desfazer das suas riquezas?

Jesus desafiou o jovem de que a vida religiosa dele não era suficiente. Ele precisava se arriscar a dar um salto em um espaço desconhecido. O jovem tinha duas coisas para escolher. Ele ponderou o custo de manter suas riquezas e manter a religião nominal dele versus o custo de perder suas riquezas, colocando a lei memorizada em prática, seguindo Jesus, e alcançar a vida eterna. Ele optou por uma coisa … manter sua riqueza a qualquer custo, mesmo que isso significasse perder a vida eterna. Para este jovem, uma coisa - riqueza - era um obstáculo para entrar no reino.

Jesus viu uma coisa como obstáculo para aquele jovem para oferecer seu culto a Deus. Isso era a riqueza dele.

Reflexões:

Quais outros personagens na Bíblia que você conhece que deixaram suas zonas de conforto para servir a Deus em período integral? Você conhece outros ao seu redor que fizeram o mesmo?

Qual é “a coisa” que está sendo um tropeço para o seu total comprometimento para com a obra de Deus?

Qual passo arriscado você tomaria para alcançar a vida eterna e servir a Deus de forma plena?

Oremos pelos Batistas do Sétimo Dia nos seguintes países

Austrália* 
Brasil* 
Burundi* 
Camarões
 
Ilhas Canárias
Chile
 

* Conferências que são membros da Federação Mundial Batista do Sétimo Dia.

 

Artigos Relacionados

A revelação de Deus, quinta-feira
  Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! !   Ó profundidade das riquezas, tanto da...
Atualização: Recuperação das Inundações em Uganda Atualização: Recuperação das Inundações em Uganda
Daniel Lubuto, líder da Conferência BSD de Uganda, escreveu que as crianças voltaram às escolas. Graças à sua ajuda, muitas necessidades foram...
Batistas do Sétimo Dia de Ruanda Pregam, Mesmo Sob Dificuldades Batistas do Sétimo Dia de Ruanda Pregam, Mesmo Sob Dificuldades
Embora confrontados com a ameaça de fechamento de 34 dos seus 35 edifícios da igreja, nossos irmãos e irmãs em Ruanda impulsionam seus esforços para...
Órfãos de Burundi Encontram um Lar Órfãos de Burundi Encontram um Lar
Não temos instalações para resgatar todos os órfãos devido a doenças, desastres, contratempos e distúrbios civis, mas podemos ajudar a resgatar alguns...