O direito é dinâmico e muitas vezes deve mudar, posto que acompanha a evolução da sociedade, adaptando-se aos seus clamores. É justamente por este motivo que as leis são mutáveis. De fato, sempre surgem novos problemas e circunstâncias que a legislação precisa resolver. Os governos passam e as leis precisam se adequar às mudanças que ocorrem em todas as áreas da sociedade.

Em nosso caso, não é diferente. Com o crescimento da Igreja Batista do Sétimo Dia no Brasil, surgiram novas situações administrativas e eclesiásticas que exigiam soluções ainda não contempladas pelo arcabouço legislativo da Igreja.

Uma vez que o tempo se encarregou de fazer surgir estas dificuldades, o caminho foi o de promover ampla reforma democrática da Constituição e do Regimento Interno da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira (CBSDB). Desta forma, partindo do pressuposto de que, na democracia, as leis surgem para responder às aspirações do povo, e são elaboradas por meio dos instrumentos próprios, procuramos fazer as reformas necessárias, com a participação de toda a Igreja.

Para que este Manual da Igreja chegasse às nossas mãos, foi preciso um intenso e acurado trabalho durante o ano de 2010. De início, a Assembléia Geral Extraordinária da CBSDB, reunida em janeiro de 2004, em Joinville, SC, nomeou uma Comissão especial de reformas, inicialmente sob a presidência do Pr. Eli de Souza Rangel, a fim de elaborar o Regimento Interno e sugerir reformas em nossa Constituição.

Depois de inúmeras reuniões e debates, onde foram acolhidas diversas sugestões e realizadas as devidas adaptações, este documento foi encaminhado a todas as Igrejas, para conhecimento e estudos, a fim de que, posteriormente, apresentassem suas propostas na Assembléia Geral da CBSDB, realizada em Curitiba, PR, nos dias 1 a 4 de janeiro de 2011. Foram dias de intenso trabalho, pois todos os presentes tiveram ampla oportunidade de apresentar suas propostas, podendo discuti-las e defendê-las. O objetivo deste trabalho era o de tornar a Constituição e o Regimento Interno mais substancioso e coerente com a realidade da CBSDB. Na seqüência, concluindo este trabalho, a Assembléia Geral Extraordinária aprovou o texto final.

Depois de tudo pronto, resta-nos apenas agradecer ao Senhor pela produção deste documento que, com certeza, dará à Igreja Batista do Sétimo Dia no Brasil condições de ser uma Igreja segura nos rumos que tomar, além de equilibrada e justa em suas decisões. Também, agradecemos a todos os que deram sua parcela de contribuição, para que estas Normas fossem elaboradas, especialmente à exímia Comissão de reformas estatutárias que trabalhou com muito zelo, dedicação e desprendimento.

Queremos, ao finalizar esta apresentação, dizer a todos que não se trata de um material completo, uma vez que a reforma promovida foi para satisfazer as aspirações da Igreja no seu todo, num dado momento. Que Deus nos ajude a utilizá-lo com sinceridade de coração, não perdendo de vista a retidão, a santidade e o senso de companheirismo e solidariedade cristã na aplicação de cada artigo da Constituição e do Regimento Interno.

Pr. Leonildo Lebkuchen
Presidente da CBSDB em 2011

Você pode acessar a Constituição e Regimento Interno dos Batistas do Sétimo Dia através dos links abaixo ou fazer o download em PDF:

Constituição da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira

Regimento Interno da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira

Clique aqui para fazer o download em PDF 

 

Artigos Relacionados

Quatro ministérios do Espírito Santo
  Mas, quando vier aquele, o Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo,...
Igreja Visível versus Igreja Invisível Igreja Visível versus Igreja Invisível
  Além das coisas exteriores, me oprime a cada dia o cuidado de todas as igrejas.     2 Coríntios 11:28  Amados irmãos e irmãs, graça e paz da...
A plenitude do Espírito Santo, sábado
m todas as meditações desta semana sabemos que o mesmo Espírito que agiu no passado vive em nós. .   Todavia Saulo,...
A plenitude do Espírito Santo, sexta-feira
  Porque era homem de bem e cheio do Espírito Santo e de fé. .   Porque era homem de bem e cheio do Espírito Santo e...