Café Com Deus

Hoje iremos conversar sobre felicidade. Vivemos num mundo em que não importa a cultura, o país, a religião ou a idade, todos desejam ser felizes!

Mas o que seria Felicidade? Ou melhor, como podemos classificar se uma pessoa é feliz ou não? Qual seria o critério para se considerar isso?

Há uma antiga ilustração que conta a estória de um pai. Ele, moribundo, chamara os filhos para o momento de despedidas. A quase todos disse: "até breve, filho meu!". Ao caçula, entretanto, disse: "Adeus, filho meu." Este, entristecido, respondeu: "Por que a mim o senhor diz adeus, meu pai?" Com lágrimas nos olhos o pai diz: "Porque os seus irmãos não desprezaram o caminho pelo qual o seu pai seguirá agora, filho meu. Você, contudo, nunca recebeu a Jesus Cristo como Salvador. Por isso eu sigo para o céu e você, ó quanta dor, para lá não irá." O filho, em pranto e desespero, dobrou os joelhos e disse: "Senhor, perdão por desprezar a fé que meu pai tanto me ensinou; não quero separar-me dele; perdoe-me e recebe-me em tuas mãos também! Eu entrego a minha vida para Jesus!" O pai, agora em lágrimas copiosas, exclamou no seu último suspiro: "Ah, que dádiva, filho meu! Até breve!"

  O Senhor cumprirá o seu propósito para comigo! Teu amor, Senhor, permanece para sempre; não abandones as obras das tuas mãos!    

Salmos 138:8

Davi, ao escrever este salmo, expressa três grandes verdades. Ele as sente de forma autêntica, verdadeira. E todo crente em Jesus Cristo também deve possuir estas mesmas convicções.

Admirava muito aquela velha árvore que cresceu junto ao muro de pedra aos fundos da casa de meus pais. Era uma árvore enorme com cinco galhos, dois dos quais eram escaláveis para um novato como eu. Em um dia aparentemente favorável, comemorei muito ao conseguir escalar o galho mais baixo, pois estava com uma vista privilegiada para assistir ao tráfego. (Eu era um precursor do Community Watch Program[1]). Eram aproximadamente três metros de escalada a partir do pé do tronco da árvore, até chegar ao galho. Com meus pés seguros, eu poderia agarrar-me ao galho seco à minha direita para equilibrar meu corpo ligeiramente instável.

Preocupação, medo, nervosismo, insegurança, coração acelerado, insônia... esses são alguns sintomas causados pela ansiedade. Todas as pessoas, não importa se criança ou adulto, já ficaram ansiosas em algum momento de suas vidas. A ansiedade é a preocupação com o que vai acontecer. É normal senti-la, pois temos medo do desconhecido. Não saber como as coisas vão sair, a insegurança de não conseguir fazer a coisa certa, nos gera esse sentimento. Porém para algumas pessoas a ansiedade é um problema muito mais sério que gera um grande transtorno em suas vidas, levando-as a buscarem tratamentos para superá-lo.

  Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser, mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, pois o veremos como ele é.    

1 João 3:2

Tratar a respeito de identidade está diretamente ligado a quem somos em Cristo, como Ele nos vê e quem Ele nos chamou para ser, nisso está nossa verdadeira identidade.

  Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda.    

João 15:2

Como é bom chegarmos perto de uma árvore bonita e embaixo de sua sombra colher de seus frutos e degustá-los! Bem diferente daquelas árvores secas, sem frutos e sem folhas que nem sequer chamam a nossa atenção.

Mas vocês não partirão apressadamente, nem sairão em fuga; pois o Senhor irá à frente de vocês, o Deus de Israel será a sua retaguarda.

Isaías 52:12