A Bíblia e o Jornal

Quando você pensa que já ouviu de tudo, um pastor liga para o seu programa de rádio perguntando como responder a um membro da congregação que afirma que a maconha foi sancionada por Deus na Torá. Isso mesmo. Sancionada pelo próprio Senhor. Não para ser fumada, mas queimada em grandes quantidades pelos sacerdotes de Israel.

Milhões de bebês são abortados todos os anos no mundo todo. Os cristãos opõem-se a essa prática, por entenderem que toda a vida é sagrada, mesmo aquela que ainda está no útero de sua mãe (Salmos 139:16), e que retirar uma vida inocente é uma violação da Lei Moral de Deus, que condena o assassinato (Êxodo 20:13).

Apesar disso, muitos defensores do aborto (chamados de ‘pró-escolha’) argumentam que não há nada de errado no aborto, pois dizem que o embrião não está vivo; outros argumentam que está vivo, mas que não é um ser humano (é apenas ‘potencialmente humano’); outros ainda argumentam que o embrião só se torna um ser humano após o terceiro mês de gestação, com o desenvolvimento do sistema nervoso, e o aborto deveria ser permitido antes disso.

“Todo cidadão tem direito de escolher a forma como deseja ser chamado.” Essa foi a decisão do Supremo Tribunal Federal no dia 1º de março de 2018, por unanimidade, ao reconhecer que pessoas transexuais podem alterar o nome e o gênero no registro civil, ainda que não sejam submetidas a cirurgia. Na decisão foi bastante invocado pelos ministros o princípio do respeito à dignidade humana.

Na última quinta-feira, dia 21 de março de 2018, uma queda de energia prejudicou as cinco regiões do Brasil. O Norte e o Nordeste foram as áreas mais afetadas. O fato se deu devido a uma falha de um disjuntor na subestação Xingu, no Pará.

O sistema sofreu uma redução de 18 mil megawatts, o equivalente a 22,5% de toda a carga do sistema. Mais de 70 milhões de pessoas foram afetadas. Ainda estão sendo investigadas as causas da falha no disjuntor, mas já foram descartadas a sobrecarga no sistema, fatores climáticos e queimadas. Pelo turno da noite, a energia já havia sido restabelecida na maior parte do território nacional, com exceção do Nordeste.

Na atual sociedade, diante dos diferentes posicionamentos ideológicos, somos desafiados, constantemente, a um viver sincero e baseado nos princípios cristãos. Desafios no tocante a nossa fé, do comprometimento com Jesus Cristo e sobre aquilo que cremos. E, diante desses fatos, devemos agir e tomar decisões que estejam em consonância com os princípios apresentados por Deus, na sua Palavra, a Bíblia. Esse desafio se dá na medida do inevitável confronto de valores e pressupostos, o confronto de cosmovisões[1].

O falecido teólogo Greg Bahnsen cunhou a expressão "exegese de jornal" para se referir às interpretações de profecias baseadas em notícias de jornais, ao invés de na Bíblia. Manchetes sensacionalistas são "encaixadas" em versículos bíblicos, ao invés de se procurar o seu significado exato por meio da análise do contexto histórico e textual, da forma literária, da gramática, do público original, do cronograma dos eventos e da comparação com o restante das Escrituras.

A Constituição de nosso país garante a todos plena liberdade religiosa e de expressão. Afinal de contas, ela declara que “é inviolável a liberdade de consciência e de crença” e que “ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política”. Mas em contradição com esses princípios fundamentais de nossa legislação, uma rede de supermercados tem enfrentado problemas por se colocar na defesa dos valores cristãos. A rede Hirota, com 15 unidades no ABC paulista, é conhecida por seu envolvimento com as igrejas dos bairros onde se localizam seus estabelecimentos.

Sempre que lemos uma retrospectiva, ficamos surpresos ao lembrar tanta coisa que passou, nos entristecemos com algumas notícias e nos alegramos com outras. Cada um de nós tem a sua retrospectiva, tudo que vivemos, todas as nossas ações, reações, pensamentos e escolhas que fizemos ao longo desse ano. Notícias negativas não podem nos abalar, nem amedrontar, pois “Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia, nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia (Salmos 91:5-6) e ainda Ele não teme más notícias; o seu coração está firme, confiando no Senhor” (Salmos 112:7). Outro conselho que recebemos através da Palavra de Deus é “Todavia, lembro-me também do que pode dar-me esperança” (Lamentações 3:21). Em uma autoanálise das coisas que passaram, ou fazendo a leitura da retrospectiva de tudo que ocorreu em 2017, devemos deixar pra trás tudo que nos causa dor e angústia, relembrar coisas boas, tudo que aprendemos e vamos aos fatos.