Igreja no Mundo

Daniel Lubuto, líder da Conferência BSD de Uganda, escreveu que as crianças voltaram às escolas. Graças à sua ajuda, muitas necessidades foram atendidas, incluindo livros agora e, inicialmente, atenção médica, comida, mosquiteiros e abrigos temporários. Eles têm colocado os órfãos nos lares adotivos dos BSD e ajudado como podem com apoio e supervisão das crianças. Infelizmente, em uma comunidade que já estava lidando com muitos órfãos, a inundação elevou o número que eles estão tentando abrigar para mais de 60 com menos de 10 anos. Muitos não identificam parentes próximos, então a congregação está considerando a Igreja como o parente mais próximo. Atualmente eles estão divididos entre 9 lares temporários, com 5 na própria casa de Daniel. Eles vêem esses jovens como sua futura comunidade e muitos são crentes professos que serão o futuro da Igreja.

Embora confrontados com a ameaça de fechamento de 34 dos seus 35 edifícios da igreja, nossos irmãos e irmãs em Ruanda impulsionam seus esforços para compartilhar o evangelho e fazer discípulos. Em um relatório recente, sua liderança compartilhou que eles ficaram chocados com o fechamento pelo governo de suas instalações de culto, mas eles continuaram a tornar Jesus conhecido. Como resultado, eles tiveram 33 batismos neste verão entre suas congregações e anteciparam alguns mais em breve.

Não temos instalações para resgatar todos os órfãos devido a doenças, desastres, contratempos e distúrbios civis, mas podemos ajudar a resgatar alguns.  A Sociedade Missionária continua sua parceria com conferências ao redor do mundo para ministrar àqueles que não têm para onde ir. Mais recentemente, a liderança BSD de Burundi conseguiu localizar uma família para acolher um grupo de irmãos que perderam a mãe viúva devido a um acidente. Ela era vizinha de seu secretário geral e membro da congregação BSD de Bujumbura. A Sociedade se comprometeu com um ano de apoio para ajudar essas crianças a se instalarem em sua nova casa. Suas doações continuam ajudando a tornar histórias de resgate como essas possíveis para nossos irmãos e irmãs em outros países.

Após o sucesso com o programa TIME na Zâmbia (Treinamento Ministerial por Extensão), a Sociedade Missionária tem estado em parceria com a Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira para trazer uma série similar de seminários de treinamento para a liderança BSD em Moçambique. Os brasileiros são a escolha natural para liderar este projeto e fornecer os treinadores porque a língua oficial de Moçambique é o português como no Brasil. É muito emocionante vê-los novamente assumindo um papel de liderança no trabalho do ministério da missão internacional.

Os parceiros de oração são convidados a orar novamente pelos BSDs no sul do Malawi. Eles estão sendo afetados por inundações mais severas.

Diante da ameaça de fechamento de 34 dos seus 35 edifícios da igreja em Ruanda, nossos irmãos e irmãs pediram ajuda para cumprir os padrões que seu governo impôs para usar suas instalações. Desde então, juntos os ajudamos a reabrir ou manter abertas 13 de suas instalações.

Por causa do seu apoio, o projeto de motocicletas em Serra Leoa está no meio do caminho - a Sociedade Missionária, no início deste ano, solicitou seu apoio para levar duas (2) novas motocicletas aos pastores/líderes dos BSD em Serra Leoa. Uma motocicleta está agora nas mãos de seus líderes e os relatórios são de que a primeira motocicleta está fazendo uma diferença significativa no ministério.

Alunos de diferentes nacionalidades

Nos últimos 20 anos, o número de estudantes universitários dos EUA provenientes de países não alcançados ou sub-alcançados quase dobrou para mais de um milhão. Muitas vezes, os Batistas do Sétimo Dia parecem encorajar seus jovens a irem às faculdades cristãs para “proteger” suas crenças, em vez de encorajar suas escolhas educacionais como oportunidades de evangelismo.