Igreja no Mundo

  Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos".    

Mateus 28:19-20

No dia 16 de agosto de 2018, os pastores Claudir Oliveira e Bernardino de Vargas, embarcam para Moçambique para dar início ao treinamento de pastores naquele país. Mas, para entender esse projeto, precisamos voltar um pouco na história;

Com profundo sentimento de pesar,  informamos que o pastor David Taylor nos deixou nesta manhã. Ele deixou nossos corações de luto, por volta das 3:30hs  desta manhã de 19 de julho de 2018 (GMT-3).

David Taylor, era o pastor titular da IBSD Central, em Mitchellville-MD, próximo à Washington-DC-EUA. Foi um grande amigo da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira. Amava as igrejas brasileiras, e era amado por todos, por onde quer que passasse. Era, não só um apoiador entusiasmado do T.I.M.E. no Brasil, mas foi seu patrono, e conseguiu o patrocínio necessário, para que o TIME tivesse início em terras brasileiras.

Primeira Igreja Batista do Sétimo Dia de Hopkinton - RI
IBSD Hopkinton - RI

O tema do Concílio de Pastores ocorrido nos Estados Unidos deste ano foi “Less Talk, More Action” que significa “Fale Menos, Faça Mais”, ele ocorreu nos dias 27 a 29 de abril na cidade de Ashaway, Rhode Island onde temos uma de nossas mais antigas igrejas ativas naquele país, fundada em 1708¹, A Igreja Batista do Sétimo Dia de Hopkinton, esse era o nome dessa região antes deles se tornarem uma cidade independente nomeada Ashaway. O pastor titular dessa igreja se chama Dave Stall.

Os pastores presentes nesse concílio totalizou, aproximadamente, 50 pessoas. Sendo de diversas regiões dos Estados Unidos, mas também tivemos um casal de Porto Rico, um pastor do Canadá, alguns pastores da Jamaica e eu representando o Brasil.

Dormíamos num confortável acampamento nas montanhas e tínhamos nossas sessões da igreja de Hopkinton supramencionada.

Pr. John Pethtel, diretor do Departamento de Desenvolvimento de Igrejas e Serviços Pastorais
Pr. John Pethtel

O evento foi iniciado com uma palestra do Pr. John Pethtel, diretor do Departamento de Desenvolvimento de Igrejas e Serviços Pastorais da conferência Norte-Americana e Canadá, intitulada Prioridades. Nela, foi abordado sobre quais as prioridades que nossos líderes têm colocado em suas vidas e como lidam com todos os papéis que desempenhamos aqui, quero dizer: somos pais, filhos, maridos, amigos, tios, sobrinhos, primos, membros de igreja e pastores tudo ao mesmo tempo. Como escolher nossas prioridades e como organizar nosso dia a dia para desempenharmos todos esses papéis de forma equilibrada?

Pr. Garfield Miller
Pr. Garfield Miller

Depois tivemos o Pr. Garfield Miller discursando sobre Evangelismo, ele abordou os diferentes tipos de evangelismo em diferentes localidades, culturas e faixa etária. Além de mostrar a importância de evangelizar e o impacto que esse ministério tem dentro da igreja. Finalmente, ele fez algumas dinâmicas com o público exemplificando alguns métodos de evangelismo que ele propõe que as igrejas adotem no intuito de crescermos em número e divulgar o nome da nossa denominação.  

Pr. Rod Henry
Pr. Rod Henry

Já o Pr. Rod Henry, que não pôde estar conosco, gravou um vídeo explicando sobre o que é “Visão, Missão e Objetivo”. Esse tema foi muito importante, pois ficou demonstrado que as igrejas que não têm uma visão, não encorajam seus membros a desempenhar uma missão, consequentemente, se tornam igrejas sem programações nem para os de fora e nem para os de dentro, ficando assim sem objetivos, o que leva ao decrescimento da igreja.

 

Pr. Nathan Crandall
Pr. Nathan Crandall

A outra sessão, chamada de Plano Estratégico para Maximização de Resultados foi ministrada pelo Pr. Nathan Crandall. Ele iniciou sua apresentação com a seguinte pergunta: “As empresas planejam, as pessoas planejam e por que as igrejas não planejam?”. A ideia dele era encorajar os líderes de nossas igrejas a fazerem planos para que nossas igrejas estabeleçam objetivos para cumprir a missão e, finalmente, atingir a visão que cada igreja deve ter. Para isso, ele abordou sobre os conceitos de planejamento, métodos e ferramentas que podemos usar na igreja para melhorar a administração da mesma.

Pr. Dave Stall
Pr. Dave Stall

Finalizamos o primeiro dia com a palestra do Pr. Dave Stall, que é o pastor da igreja onde foi realizado o evento. Ele abordou sobre o tema Como Avaliar e Medir as Ações. Aqui ele deixa claro que toda ação deve ter uma avaliação e uma medição. Se não fizermos isso, não temos noção se a ação foi boa, se atingiu o objetivo ou se fracassamos. Por isso, foi abordado sobre várias ferramentas de avaliação e medição e como deve ser a reação do líder da igreja depois dos resultados apresentados. Pois não ganhamos todas as vezes, mas também não perdemos todas as vezes. Então, como se posicionar diante dessas situações?

Culto no Sábado pela manhã
Culto na manhã de Sábado

O segundo dia tivemos o culto pela manhã na mesma igreja que sediou o evento com: escola bíblica, louvor e pregação. Foi maravilhoso celebrar o nome do Nosso Senhor Jesus todos juntos numa só Fé e num só Amor. Eles têm uma liturgia muito parecida com a nossa e, da mesma forma, reconheci vários louvores e hinos que também cantamos aqui.

 

Lori Roeleveld
Lori Roeleveld

A tarde tivemos uma sessão dada pela Lori Roeleveld, autora de alguns livros que trata do seguinte tema: A Arte de Conduzir Uma Conversa Difícil. Ela deixa claro que muitas vezes os líderes das igrejas evitam ter conversas mais difíceis com seus membros, pois não querem ofendê-los ou perdê-los, mesmo sabendo que eles estão indo para o caminho errado. Por isso, ela apresenta técnicas e ferramentas para conduzir uma conversa dura e difícil de uma forma que se consegue passar a informação e buscar trazer a pessoa para o lado correto sem fugir da situação.

Patty Petersen e Steve Osborn
Patty Petersen e Steve Osborn

No último dia, iniciamos com a palestra da Patty Petersen e Steve Osborn abordando sobre Parcerias. Sobre esse tema foi explicado os sistemas de implantação de igrejas e como fazer a manutenção delas depois de implantadas. Esse ministério de implantação de igrejas tem se desenvolvido muito lá, eles mostraram vários resultados com números de igrejas que têm sido iniciadas e mantidas por eles no decorrer do tempo.

Após isso, saímos da igreja para conhecermos outras 2 igrejas em cidades vizinhas que são patrimônio histórico de nossa denominação.

Igreja Batista do Sétimo Dia de Pawcatuck - RI (Westerly)
IBSD Pawcatuck - RI
Igreja Batista do Sétimo Dia de Pawcatuck - RI
Interior da IBSD Pawcatuck - RI

Primeiramente fomos para nossa igreja Batista do Sétimo Dia de Pawcatuck, que foi fundada em 1840 e ainda está em atividade. Lá, podemos conhecer o templo, toda infraestrutura do local, sua história e conhecer alguns de seus membros. Tivemos um almoço fantástico preparado por eles e passamos um tempo muito bom juntos, compartilhando o que o Senhor Deus tem feito na vida deles e nas nossas também. Uma curiosidade dessa igreja é a estrutura acústica dela, mesmo sendo uma igreja muito grande, não há necessidade de usar microfones, pois falando num tom normal de voz, é possível ouvir o que a pessoa está falando em qualquer parte do templo sem nenhum esforço.

IBSD Newport - RI - a mais antiga igreja instalada nos Estados Unidos
IBSD Newport - RI

Depois do almoço, fomos para outra cidade, chamada NewPort, para conhecermos a mais antiga igreja instalada nos Estados Unidos. Fundada em 1671, essa igreja foi o berço dos Batistas do Sétimo dia no país². Hoje em dia, só resta parte dessa igreja, que se incorporou a um museu chamado Newport Historical Society. Este museu relata vários lugares e artigos que fizeram parte da cidade no decorrer do tempo. Caminhando por esse museu, você entra por uma porta e chega na parte da nossa igreja que foi construída naquele tempo e perdura até hoje! Dá para perceber a arquitetura arcaica e também o púlpito elevado, comum naquela época. Neste lugar, fizemos um culto para revivermos como nossos irmãos cultuavam ao Senhor Deus há quase 350 anos atrás.

Janet Thorngate em Newport - RI
Janet Thorngate lecionando sobre História

Após o culto, tivemos uma aula da Janet Thorngate, que é historiadora e professora da matéria História dos Batistas do Sétimo Dia, que compõe a grade curricular do nosso Seminário Teológico daquele país. Ela ensinou o tema Tour e História em Ação, contando como os Batistas do Sétimo Dia chegaram no país, como foi seu desenvolvimento, sua expansão, como eram os costumes de nossas igrejas nas diferentes épocas e enfatizou fatos que marcaram nossa história como Batistas do Sétimo Dia naquela cidade e naquela região.

Finalmente, voltamos para igreja sede do evento e tivemos o encerramento desse tempo maravilhoso. Para mim, foi uma experiência fantástica. Estar com nossos irmãos em outro país aprendendo e compartilhando com eles foi algo inesquecível. Confesso que, assim como nós aqui temos nossas dificuldades, eles também têm as deles. Assim como temos investido em nossas igrejas no Brasil, é notório o investimento de tempo, capacitação e ajuda que eles têm dado aos líderes deles lá. Encerro dizendo que: assim como eu tenho visitado várias igrejas nossas por esse Brasil e me sinto em casa quando encontro nossos irmãos em Cristo (que às vezes nunca os vi antes), digo que me senti em casa com nossos irmãos norte-americanos também. O que prova que realmente somos O Corpo de Cristo independente de nação, língua e cultura.

Todos os Participantes do Concílio de Pastores nos EUA 2018
Participantes do Concílio de Pastores nos EUA 2018

¹ Livro The History of Seventh Day Baptists, escrito por Don A. Sanford pg. 84

² Livro The History of Seventh Day Baptists, escrito por Don A. Sanford pg. 95

A liberdade religiosa é importante para os Batistas do Sétimo Dia, em primeiro lugar, porque vocês são Batistas. Desde o início do século XVII, nós, os Batistas, defendemos a liberdade religiosa para os outros tanto quanto para nós mesmos. De John Smyth, na Holanda, a Thomas Helwys, na Inglaterra, a Roger Williams, na Nova Inglaterra, nós, os Batistas, afirmamos com firmeza que as questões do espírito não devem ser de nenhuma preocupação para o magistrado. Enquanto nós entregamos a César o que é de César e somos bons cidadãos, sabemos que nossa fidelidade a Deus é primordial. Durante a era colonial, Isaac Backus e John Leland defenderam a proteção do exercício da religião contra as imposições religiosas na Declaração de Direitos - para usar as palavras de Roger William, aquela “cerca viva ou muro de separação entre o jardim da igreja e o deserto do mundo”.

Nos dias 11 a 23 de julho de 2018 a Sociedade Missionária Batista do Sétimo Dia planejou uma viagem missionária à Tanzânia. As seguintes pessoas participarão desta missão:

  • Clinton R. Brown – Diretor Executivo da Sociedade Missionária
  • Alessandra Maria Selhorst – Primeira Igreja Batista do Sétimo Dia de Joinville - SC
  • Andressa Taborda – Primeira Igreja Batista do Sétimo Dia de Bocaiúva do Sul - PR
  • Cassandra – Igreja Batista do Sétimo Dia dos Estados Unidos
  • Jevaughnie – Igreja Batista do Sétimo Dia da Jamaica
  • Tango – Igreja Batista do Sétimo Dia de Malawi

Com o objetivo de pregar o evangelho, algumas Conferências Batistas do Sétimo Dia, incluindo Ruanda e Camarões, buscam e recebem apoio financeiro.

A Conferência de Ruanda, hospedou durante uma semana estudos bíblicos com foco em técnicas de evangelismo, dos quais dez jovens foram selecionados para uma missão de evangelismo.

A Sociedade Missionária Batista do Sétimo Dia está em campanha global de recrutamento para uma pequena equipe de Jovens Adultos para uma viagem missionária à Tanzânia (na África Oriental) de 11 a 23 de julho de 2018.

Por meio de Ministérios Internacionais Recíprocos (MIR), com o apoio de Igrejas Batistas do Sétimo Dia e a Sociedade Missionária, Joel e Laura Sutton estão no Haiti como missionários por um longo prazo.