Caríssimos Pastores e, ao mesmo tempo, mui digníssimos membros da Comissão Eleitoral/2018 da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira — CBSDB, o Pastor Bernardino de Vargas Sobrinho, após ter servido por cerca de 08 (oito) anos como integrante da Câmara Disciplinar da CBSDB, vem, mui respeitosamente, expor, propor e solicitar o que segue:

  • sentindo-se enormemente inquietado com os agigantados desafios que se põem na trajetória desta amada Igreja Batista do Sétimo Dia (brasileira);
  • percebendo que este é o momento oportuno para implementarmos efetivamente as inovações já iniciadas com a reforma do Estatuto e Regimento Interno;
  • constatando um forte anseio por avanços, seja da parte dos Pastores, seja das lideranças das Igrejas e Congregações locais, bem como, dos membros em geral da IBSD;
  • verificando a necessidade de transição de Governo da Igreja Geral (CBSDB), da geração sexagenária de pastores (da qual o proponente faz parte) para as gerações trintagenárias, quadragenárias e quinquagenárias;
  • e, por fim, após incessante oração e reflexão, sem descurar o conselho dos sábios, com o anseio de legar para as gerações vindouras (nossos filhos e netos) uma Igreja mais antenada em sua missão e conectada com os avanços da ciência em todas as áreas de sua abrangência,

SUBMETE seu nome encabeçando uma chapa gestora, secundado dos demais, com o propósito de servir a esta Santa Causa no quadriênio 2019/2022, com a seguinte formação:

DIRETORIA DA CBSDB

Presidente: Pastor Bernardino de Vargas Sobrinho

Vice-Presidente: Pastor Eli Pereira de Magalhães

1º Secretário: Pastor Luciano Barreto Nogueira de Moura

2º Secretário: Pastor André Garcia Ferreira

1º Tesoureiro: Diác. Marcelo Negri

2º Tesoureiro: Pastor Luiz Rogério Palhano

Observa-se que (i) as qualificações dos referidos membros desta potencial Equipe Gestora da CBSDB, encontram-se na Secretaria Geral; e, (ii) na próxima semana será encaminhada uma minuta do Programa de Governo da Igreja Geral, com as principais metas a serem perseguidas e implementadas no quadriênio, tanto no que concerne aos aspectos essencialmente administrativos (envolvendo as atividades fins da Igreja local e geral), quanto no tocante aos direitos e garantias que os Pastores e suas respectivas famílias devam usufruir.

Outrossim, esta equipe está aberta a sugestões e propostas de todos os Pastores, Presbíteros, Diáconos, Diaconisas e membros em geral, que alvitrem o engrandecimento desta amada Igreja de Jesus.

PROGRAMA DE GOVERNO E METAS PARA  A CBSDB NO QUADRIÊNIO 2019/2022

  Além das coisas exteriores, me oprime a cada dia o cuidado de todas as igrejas.    

2 Coríntios 11:28

Caríssimos irmãos e irmãs, que formam a amada Igreja Batista do Sétimo Dia no vasto território nacional brasileiro, graça e paz, da parte de nosso Senhor Jesus Cristo vos sejam multiplicadas!

Por meio deste singelo documento, vem este servo de Deus e de Sua Igreja, submeter à análise de todos, um esboço de programa e metas de administração da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira —CBSDB para o próximo quadriênio, 2019/2022.

Primeiramente, desejo expressar minha gratidão ao Senhor por ter levantado nestes 105 anos de história (contados do nosso modesto início em janeiro de 1913), homens e mulheres de fé, cuja trajetória de vida foi de inegável renúncia e dedicação a esta Santa Causa da expansão do Reino de Deus aqui, enquanto Jesus não retorna para buscar os salvos.

Decerto, os desafios da presente geração e destes novos tempos, requerem uma nova visão. Pregamos e cremos que Jesus em breve voltará. Glória a Deus! Essa é a nossa imortal esperança!

Mas, e se o Senhor demorar um pouco mais? Nesse caso, que Igreja pretendo deixar para os meus filhos e netos? Qual e como será a Igreja Batista do Sétimo Dia das futuras gerações? Quem fará e como será feita a transição para que, sem traumas e sem solução de continuidade, a pujante geração de novos pastores possa assumir a Direção Geral da Igreja?

Buscando respostas sinceras a estes oportunos questionamentos, sem descurar o zelo pela consolidação do maior patrimônio desta Igreja — patrimônio imaterial — qual seja, uma doutrina biblicamente pura e inegociável, tenho suplicado ao Supremo Pastor, o Bom Pastor — Cristo Jesus — a luz celestial na formatação de um programa de gestão para a CBSDB no próximo quadriênio.

Nessa moldura, venho propor com a irmandade e, mais precisamente, com os delegados que irão à Assembleia Geral em janeiro de 2019, uma ampla discussão sobre o art. 15, da Constituição da CBSDB (c/c art. 46 do RICBSDB), versando: (i) o Departamento Ministerial; (ii) o Departamento de Educação Cristã e Formação Teológica (incluindo-se as metas de estudo e educação na Escola Sabatina em todos os grupos etários — desde o rol do berço até os veteranos); (iii) a reestruturação e direção do TIME; (iv) o Departamento de Missões e Evangelismo (sua atuação na igreja e fora dela); (v) a criação do Departamento de Lar e Família; (vi) a criação do Departamento de Mordomia e Planejamento; (vii) a criação da Coordenadoria dos Departamentos; (viii) instituir a jubilação de Pastores (art. 55, inc. VI, do Reg. Interno); e (ix) a criação do Conselho de Ex-Presidentes da CBSDB.

Nessa linha de entendimento, não se pode prescindir da convicção de que todos envidarão o máximo empenho para que o funcionamento e desenvolvimento dos Departamentos, inclusive o da administração das Federações de Mulheres e de Jovens, conquanto semiautônomas, ao mesmo tempo seja harmonioso junto à CBSDB, com a clara noção de que somos uma só Igreja.

Anoto, ainda, que na proposta de revisão do Regimento Interno da CBSDB, estão arrolados os artigos 41, 92 (TIME), 96, 116, 140 e 158, § 3º (neste, faz-se mister apenas a correção de um erro material).

Por último, amada Igreja, sonhamos com a implantação e implementação de novas igrejas batistas do sétimo dia em capitais estratégicas, tais como, a cidade do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória e Salvador — a cada ano do quadriênio, uma nova igreja em uma capital ainda não alcançada pela nossa pregação.

Decerto, as metas acima expostas não passam de sonhos. Entretanto, não é menos certo que, tais alvos colocados no altar do Senhor e dEle recebendo a aprovação, é dizer, o “SIM” e o “AMÉM”, tornar-se-ão realidade, visto que, sob este signo, nada e nem ninguém nos poderá deter.

Enfim, com essa estruturação de visão gestora, sinto-me compelido a lançar o desafio para que toda a irmandade levante ao Senhor um clamor pelo futuro de nossa amada Igreja, tanto para este final de gestão, quanto para as administrações subsequentes.

 

Atenciosamente,

Em Cristo e para servir,

Bernardino de Vargas Sobrinho

Pastor da Primeira Igreja Batista do Sétimo Dia em São Paulo (Patriarca) e Presidente da Câmara Disciplinar da CBSDB Gestão 2015/2018

Artigos Relacionados

Convocação para a 53ª Assembleia Geral da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira Convocação para a 53ª Assembleia Geral da Conferência Batista do Sétimo Dia Brasileira
Às Igrejas Batistas Do Sétimo Dia do Brasil:  Em cumprimento ao disposto nos artigos 5º e 9º, inciso I, da Constituição da Conferência Batista do...