Quando você pensa que já ouviu de tudo, um pastor liga para o seu programa de rádio perguntando como responder a um membro da congregação que afirma que a maconha foi sancionada por Deus na Torá. Isso mesmo. Sancionada pelo próprio Senhor. Não para ser fumada, mas queimada em grandes quantidades pelos sacerdotes de Israel.

Houve um tempo em minha vida em que eu teria acreditado em algo assim. Passei de 1969 a 1971 como um usuário de drogas pesadas, um hippie baterista de rock, consumindo tudo, de maconha a LSD, até anfetamina e heroína. Quando meus dois melhores amigos começaram a ler a Bíblia, eles me contaram sobre as passagens mais esotéricas nas Escrituras - todos os tipos de visões, sonhos e revelações. Eu brinquei: “o que eles estavam fumando?”

Na verdade, foi isso o que eu perguntei ao pastor (mais uma vez, em tom de brincadeira) que ligou para o programa: O que esse congregante está fumando?

A base “acadêmica” para esta crença

Existe uma alegada base acadêmica para essa crença falsa. Ela diz que as palavras hebraicas qaneh-bosem em Êxodo 30:23 se referem à maconha, especificamente ao cânhamo. Observe a aparente semelhança nas palavras: qaneh-bosem e cannabis [Nota do Tradutor: gênero biológico da maconha e do cânhamo]. Isso prova a alegação, certo?

Segundo o site do Herb Museum, foi em 1936 que uma professora polonesa pouco conhecida chamada Sara Benetowa (mais tarde Sula Benet) escreveu: “O caráter sagrado do cânhamo nos tempos bíblicos é evidente em Êxodo 30:22-23, onde Moisés foi instruído por Deus a ungir a tenda da reunião e todo o seu mobiliário com óleo especialmente preparado, contendo cânhamo.”

Outros estudiosos hebreus supostamente confirmaram isso. É claro que, com a crescente popularidade da maconha na cultura de hoje, argumentos como esse apelam para os cristãos que querem ficar “chapados”. Não somente alguns estados [Nota do Tradutor: dos Estados Unidos] aprovaram uma lei pró-maconha, mas também o próprio Deus!

Um site proclama em negrito e letras vermelhas: “O fato é que o Óleo Santo continha 6 libras (de maconha) com outras especiarias cozidas em um galão de azeite! O Óleo Santo de Deus seria ilegal para se obter hoje!!!”

Realmente!

Durante meus anos de uso de drogas, muitas vezes fui a shows de rock no Fillmore East, em Nova York. Vi grupos como Led Zeppelin, o Who, Grateful Dead e o Jethro Tull, entre muitos outros.

Era a atmosfera de concerto perfeita, com capacidade para cerca de 2.000 pessoas e com um show de luzes dinâmico por trás dos artistas. Mas também era um paraíso hippie. O lugar todo cheirava a maconha. Seria assim que o antigo Templo cheirava em Jerusalém? Talvez os sacerdotes tenham utilizado cogumelos também!

A conexão não está lá

Voltando à realidade, a suposta conexão entre qaneh-bosem e a cannabis simplesmente não existe.

Note primeiro que qaneh-bosem são duas palavras em hebraico, não uma. E as palavras são facilmente traduzidas: qaneh significa um talo ou junco, e bosem significa “cheiro doce”.

Alguns estudiosos traduzem as palavras juntas para se referirem à “cana aromática”, “cana perfumada” ou “cana-de-cheiro”, e outros “cálamo doce” ou “cálamo perfumado”.

Mas nem um único léxico acadêmico de hebraico bíblico no mundo conecta essas palavras com a maconha. Posso dizer isso enfaticamente porque possuo todos eles, em vários idiomas. A suposta conexão não está lá.

Também é certo, por várias razões fonéticas e linguísticas, que a palavra cannabis, que vem do grego kannabis, não está relacionada a essas duas palavras hebraicas. Não há mais conexão entre o hebraico qaneh-bosem e o grego kannabis do que entre as palavras “Moisés” e a palavra inglesa “mice” [camundongos].

Quanto àqueles que não podem estudar a questão por si mesmos, observem cuidadosamente este mandamento para Arão, o Sumo Sacerdote, e seus sucessores: “Não bebereis vinho nem bebida forte, nem tu nem teus filhos contigo, quando entrardes na tenda da congregação, para que não morrais; estatuto perpétuo será isso entre as vossas gerações.” (Lev. 10:9) Sobriedade era uma obrigação para aqueles que chegavam à presença de Deus.

Isso faz com que a alegação de que o Senhor tenha mandado queimar grandes quantidades de maconha neste mesmo lugar sagrado é ainda mais ridícula. Certifique-se de não beber nenhum vinho ou bebida forte, mas vá em frente e “cheire” profundamente!

Prossiga com cuidado

Quanto àqueles cristãos que acham que fumar maconha “com moderação” é bom já que agora é legal em seu estado, deixo uma palavra de cautela.

Primeiro, a maconha continua sendo uma droga de entrada. Muitas vezes leva ao uso de outras drogas mais pesadas, além de se tornar viciante em si.

Em segundo lugar, a maconha hoje é muito mais potente do que quando eu a fumava mais de 46 anos atrás.

Terceiro, novos estudos apontam para riscos de saúde e de condução associados à maconha.

Quarto, você terá dificuldade em cumprir o mandato bíblico de “ficar sóbrio e vigilante” (1 Pedro 5:8) enquanto fuma um baseado.

De qualquer forma, as pessoas terão que resolver a questão de fumar maconha, assim como resolvem a questão de beber (o assunto do uso medicinal da maconha é outra questão inteiramente diferente).

O que posso dizer sem hesitação é que Deus nunca prescreveu maconha - como incenso ou para ser fumada - em qualquer lugar da Bíblia. Isso é um fato.


Traduzido por Fabricio Luís Lovato a partir de "No, God Did Not Prescribe the Use of Cannabis in the Bible"

Nota do Tradutor

Uma pesquisa recente reforçou o vínculo entre uso de cannabis e manifestação de esquizofrenia em jovens:

“Os resultados - sendo submetidos para publicação - mostram que pessoas as quais consumiram cannabis antes dos 18 anos desenvolveram esquizofrenia aproximadamente 10 anos antes do que aquelas as quais não consumiram. Os dados indicam que quanto maior a frequência de uso, menor a idade em que a esquizofrenia começa a se manifestar. Em seu estudo, nem o uso de álcool ou a genética preveram um tempo menor, apenas a maconha.”

Artigos Relacionados

A Bíblia e os Cuidados com os Animais A Bíblia e os Cuidados com os Animais
Há poucos dias, um ato revoltante chocou a população brasileira e repercutiu nas diversas redes sociais. Na cidade de Osasco, na Grande São Paulo, o...
Por que Deus nos deu um livro? Por que Deus nos deu um livro?
A Bíblia é o livro mais influente e mais lido do mundo. Ela moldou a literatura mundial - especialmente a inglesa. Foi o livro mais bem preservado do...
Declaração de Fé: A Bíblia Sagrada
NOSSA DECLARAÇÃO: “Cremos que a Bíblia é a Palavra inspirada de Deus e é nossa autoridade final e soberana em assuntos de fé e prática. . NOSSA...
Tendo o coração de Maria nos tempos de Marta Tendo o coração de Maria nos tempos de Marta
  Caminhando Jesus e os seus discípulos, chegaram a um povoado, onde certa mulher chamada Marta o recebeu em sua casa. Maria, sua irmã, ficou...