O pastor Andrew Samuels, Secretário Geral da Federação Batista do Sétimo Dia Mundial e pastor da Igreja Batista do Sétimo Dia de Miami - Flórida (EUA), juntamente com Scott Hausrath, Pastor da Igreja Batista do Sétimo Dia de North Loup, Nebraska (EUA) estarão no continente Africano de 13 a 25 de setembro de 2017 para uma Missão de Treinamento em Malauí e mais duas visitas.

A primeira e principal parada será no Malauí, de 13 a 20 de setembro, onde participarão do treinamento teológico de pastores e líderes da Conferência Batista do Sétimo Dia do Malauí, desta forma, ajudando a equipá-los para um ministério mais eficaz. A Conferência do Malauí é membro da Federação Mundial desde sua criação em 1965. O idioma oficial do Malauí é o inglês, o que facilita a comunicação com a Sociedade Missionária e as sessões de treinamento de pastores e líderes. É neste país que os irmãos brasileiros Luiz e Cristiane Miranda estão conduzindo uma Missão Musical, treinando 30 jovens em teoria musical e instrumentos.

Antes de retornar aos EUA, os pastores Andrew e Scott farão duas visitas nas conferências Batistas do Sétimo Dia em Uganda e Ruanda, de 20 a 22 de setembro e de 22 a 25 de setembro, respectivamente. Essas duas conferências foram aceitas na última sessão da Federação Mundial Batista do Sétimo Dia realizada em janeiro de 2017 em Curitiba - PR - Brasil. O Secretário-Geral, Pastor Andrew Samuels, estará dando as boas vindas oficialmente à estas duas novas conferências membro.

Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo; ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, e cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seus corações.

Colossenses 3:16

Os pastores Andy e Scott estão buscando o seu apoio para tornar estas missões possíveis. Eles desejam suas orações para o cumprimento do propósito de Deus nessa parte do mundo e na vida deles.  Assistência financeira também é bem-vinda e pode ser feita através do site da Sociedade Missionária <sdbmissions.org>.1

 

  • image1image1
  • image10image10
  • image11image11
  • image12image12
  • image13image13
  • image14image14
  • image15image15
  • image2image2
  • image3image3
  • image4image4
  • image5image5
  • image6image6
  • image7image7
  • image8image8

Desafios de pregar a palavra na África 2

Religião

O cristianismo de maioria católica é a maior religião nestes três países mencionados, porém existe muita influência de religiões tribais. O islamismo embora ainda não seja tão expressivo tem crescido muito nestes países, de acordo com dados do site muslimpopulation.com. Igrejas neopentecostais brasileiras como a IURD também se fazem presentes nestes países. 

Pobreza

34 das 50 nações menos desenvolvidas do mundo estão na África, em muitas nações, a renda media per capita é inferior a R$ 600 (US$ 200) por ano. As razões para pobreza são inúmeras, variando desde a história colonial à corrupção moderna, dívida nacional, comércio internacional desigual e má gestão de recursos.

Doença

64% das pessoas vivendo com AIDS no mundo estão na África subsaariana. Das 2.5 milhões de crianças soropositivas do planeta, 90% moram na África e existem 12 milhões de órfãos da AIDS morando na África subsaariana. A malária mata mais que a AIDS – cerca de 1 milhão de pessoas morre de malária todos os anos no mundo, sendo que, 90% delas estão na África.

Fome e Água Potável

200 milhões de africanos estão constantemente subnutridos. A água potável é algo raro na maioria da nações africanas, especialmente nas áreas urbanas, que estão crescendo rapidamente. Mais de 50% dos africanos sofrem por conta de doenças relacionadas à água.

Liderança e Governo

Na África, houve mais de 80 golpes militares e 180 tentativas sem sucesso. A corrupção nas nações mais pobres pode significar a diferença entre a vida e a morte, enquanto que o suborno é, muitas vezes, necessário para receber cuidados básicos de saúde, ter acesso à Justiça e à Educação.

Violência e Guerra

Pela misericórdia de Deus, a África tem tido poucas guerras transnacionais. No entanto, já aconteceram várias Guerras Civis nas nações africanas. Desde 1980, esses conflitos resultaram em mais de 9 milhões de refugiados e desabrigaram pessoas em 28 nações africanas.

Povos Não-alcançados

27% dos 4.000 povos menos alcançados do mundo estão na África. Só no Sudão, há 73 tribos não-alcançadas e ainda não adotadas por agências missionárias. Mais de 800 línguas africanas têm carências em relação à tradução da Bíblia.

Idolatria

Na África Ocidental, cerca de 16 milhões de pessoas praticam o vodu. Em muitas nações africanas, grande parte da população tem algum envolvimento com práticas de bruxaria e feitiçaria. Sistemas de crenças histórico-tradicionais, adoração ancestral e o uso (ou medo) da bruxaria é abundante em toda a África – e, muitas vezes, continuam mesmo com a conversão ao cristianismo. O envolvimento com a bruxaria é bem diversificado, desde o uso de poderes espirituais para fazer o mal a outros, até o uso desses para prever o futuro ou tentar curar pessoas.

Referências

1-  Parcialmente traduzido do site http://sdbmissions.org/training-mission-2017-malawi/

2-  http://www.jocum.org.br/vencendo-os-gigantes-na-africa/

Artigos Relacionados

IBSD da Índia revisitando Zoland, Myanmar IBSD da Índia revisitando Zoland, Myanmar
Imigrantes Birmaneses1 na Índia, com o apoio da nossa igreja em Milton, no estado de Wisconsin nos EUA, alcançaram de volta os perdidos na remota...
Atualização da Missão Quênia Atualização da Missão Quênia
Garfield Miller, Nathan Crowder, Sydney Looper e Elisabeth Lawson, estavam em missão no Quênia de 19 a 24 de dezembro de 2017. Eles relataram...
Projeto de Evangelismo entre os Jovens de Ruanda Projeto de Evangelismo entre os Jovens de Ruanda
A Conferência Batista do Sétimo Dia de Ruanda decidiu lançar um Projeto de Acampamento de Jovens, que terminará com o Evangelho sendo levado a...
Treinamento Ministerial por Extensão em Moçambique Treinamento Ministerial por Extensão em Moçambique
Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até...