Jesus olhou para eles e respondeu: "Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis".

Mateus 19:26

Nós podemos depositar nossa confiança em inúmeras coisas; em nosso trabalho, em nossa própria inteligência, em nossos relacionamentos. Mas a verdade é que tudo isso em algum momento falha. Podemos perder o emprego e/ou o meio de ganhar a vida, podemos vacilar a mente, nossas relações e relacionamentos podem nos trair, nos abandonar. E então, em que se firmará a nossa esperança?

O que acontece é que, em nossa vida existe um momento, que podemos chamar de “divisor de águas”, que é quando o impossível bate à nossa porta. Não importa sob qual aspecto de nossa vida esse momento sobrevenha, ele nos tira o ar, causa uma sensação de total incapacidade e impotência. Nos faz ficar imóveis como se estivéssemos com ataduras invisíveis, e às vezes nos leva ao desespero. Mas esse momento é determinante na vida do cristão. É onde ele precisa decidir entre a fé e a razão. É quando decidimos desistir e se entregar, ou reconhecer a capacidade inegável de Deus agir no impossível. É aí que você então pode alimentar a sua esperança em uma fonte inesgotável de vida e poder.

Esse momento aconteceu comigo. Quando meu primeiro filho tinha quatro anos (hoje ele tem doze anos), meu marido e eu decidimos ter outro bebê. Começamos a tentar. Várias tentativas frustradas aconteceram. Com o passar do tempo, comecei a notar uma protuberância no meu lado direito, acima da bexiga. Aquele caroço crescia na “velocidade da luz”. Precisei ir ao médico. E então meu momento aconteceu. O médico disse: você tem um tumor no útero do tamanho de um limão, foi diagnosticada com endometriose avançada e esterilidade. O tumor é benigno, mas o sonho de ser mãe deve ser enterrado, não existe possibilidade.

Naquele instante levei um choque, chorei, me desesperei. Mas era hora de decidir. Então declarei para mim mesma e para os céus: “Eu creio no Deus do impossível, num Deus que faz milagres”. Eu alimentei minha esperança e comecei um tratamento do altar. Deus, com toda Sua bondade e amor para conosco, me fez a promessa de ter em meus braços novamente um bebê que fosse meu. E como está escrito em Romanos 4:21 decidi esperar por aquele que é Fiel para cumprir o que promete. Sete meses depois eu estava grávida e hoje tenho uma menina de três anos de idade que serve de testemunho para o mundo. E todas as vezes que eu me encontro desanimada, desencorajada, triste e frustrada, eu olho para ela e consigo ver através da vida dela a fidelidade de Deus, como o profeta Zacarias escreve (Zacarias 8:6), não há nada difícil para Deus.

Alimentar, deixar que gere vida, regar a esperança, só é possível em Deus, porque só n’Ele o impossível acontece. Como Jó declara: “Ele tudo pode e nenhum de seus planos pode ser impedido”, (Jó 42:2). O impossível aconteceu com Sara. Isaque veio cumprir a promessa de Deus a Abraão (Gênesis 18:14). Aconteceu com Isabel, esposa do sacerdote Zacarias (Lucas 1:7-14), além de estéril, era avançada em idade. Mas eles alimentaram a esperança em Deus, pois o anjo declarou que o Senhor ouviu suas orações e em resposta a isso, eles teriam um filho. Foi tamanha a confiança de Zacarias e Isabel que, o Senhor não somente lhes proporcionou o direito de serem pais, como de serem pais daquele que viria preparar o caminho para o Salvador.

Aconteceu com Ana, mãe de Samuel. Ela não desistiu de sonhar, é um exemplo de serva. É um exemplo de que, enfrentar o impossível é obter vitória, Ana entendia e vivia o que mais tarde o profeta Jeremias declara:

"Ah! Soberano Senhor, tu fizeste os céus e a terra pelo teu grande poder e por teu braço estendido. Nada é difícil demais para ti.

Jeremias 32:17

A esterilidade de Ana, sua impossibilidade de gerar filhos, não foi o suficiente para fazer com ela desistisse de crer no Deus do impossível. Ana queria ver o plano de Deus acontecer na sua vida, por isso ela decidiu alimentar sua esperança, nutrir sua confiança no Pai. E o impossível acontece (1 Samuel 1:20), nasceu Samuel.

Isso nos leva a uma posição que só Deus, somente Ele é capaz de nos compreender.

Quer ver os frutos da sua fé? Alimente sua esperança em Deus! Ele pode! Ele faz!

"Mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor, cuja confiança nele está. Ele será como uma árvore plantada junto às águas e que estende as suas raízes para o ribeiro. Ela não temerá quando chegar o calor, porque as suas folhas estão sempre verdes; não ficará ansiosa no ano da seca nem deixará de dar fruto".

Jeremias 17:7-8

Perguntas para reflexão

  1. O que você tem feito para alimentar sua esperança?
  2. Você já conseguiu ver os frutos?
  3. Como Ana pode ser exemplo para nós mulheres cristãs?
  4. Você já viveu seu momento impossível? Como você reagiu a ele?
  5. Analise sua vida e veja se os nutrientes que você tem posto em sua esperança tem realmente te alimentado.

Artigos Relacionados

Levanta-te! Levanta-te!
Texto Base: Isaías 60:1-2, I Reis 19:1-8, Mateus 5:13-16. A primeira palavra deste estudo é levanta-te, e você encontrará várias passagens nas quais...
Entrevista com o Apóstolo Paulo sobre a Graça e a Lei de Deus Entrevista com o Apóstolo Paulo sobre a Graça e a Lei de Deus
O assunto de como o cristão deve se relacionar com a Graça e a Lei de Deus é um dos temas mais discutidos no mundo cristão. Para esclarecer a questão...
“Lua de Sangue”: Sinal Profético do Fim? “Lua de Sangue”: Sinal Profético do Fim?
No dia 27 de julho de 2018 ocorreu o maior eclipse lunar total do século, com duração de 103 minutos e visibilidade total ou parcial na Austrália,...
Firmados na Esperança Firmados na Esperança
Situações que parecem um deserto, que parecem ser o fim, que parecem não haver mais chances, para as quais, racionalmente, não há solução, em...