Escrituras: João 9

“... Uma coisa eu sei. Eu era cego, mas agora eu vejo!” João 9:25b

“Uma vez eu estava perdido, mas agora eu fui achado; eu estava cego, mas agora vejo”, essas palavras são de um sermão pregado em 1 de janeiro de 1773 por John Newton, um capitão iniciante de navio de escravos que mais tarde se opôs à escravidão e ao tráfico de escravos. Ele foi transformado através de um dos renomados pregadores ingleses na história da Inglaterra e autor de vários hinos. “Maravilhosa Graça, que doce som, que salvou um miserável como eu”, é um hino de testemunho originalmente escrito por ele para acompanhar o sermão do Dia de Ano Novo dele. O hino é um testemunho do coração baseado na real experiência dele. Esta é uma das grandes canções de nosso tempo traduzida em várias línguas apesar de ser de séculos passados, ela ainda permanece moderna e relevante para a maioria de nós.

Nos textos das escrituras, quando os fariseus perguntaram aos pais do homem que havia sido curado para dizer algo a respeito de seu filho, eles responderam: “Ele já tem idade, pergunte a ele” (v. 23). Quando os fariseus fizeram todo tipo de comentários desfavoráveis sobre Jesus, o cego que fora curado respondeu e disse: “Eu não me importo para o que vocês estão dizendo contra ele, mas de uma coisa eu sei, eu era cego, e agora eu vejo”. Sua experiência pessoal superou qualquer outra coisa que poderia ser dito a respeito de Jesus. Embora o homem não estivesse estado com Jesus por longo tempo, sua experiência transformacional indicava que “uma coisa” era o suficiente para fazê-lo falar de Jesus sem temer as consequências que poderiam acontecer com ele. Na declaração do homem nós obtemos duas lições: a coragem para testemunhar e o conteúdo do testemunho dele.

Coragem: Em um incidente parecido quando Pedro e João estavam sendo ameaçados para pararem de pregar sobre Jesus, em resposta, eles foram capazes de desafiar as autoridades dizendo: “Os senhores mesmo julguem se é justo diante de Deus ouvirmos antes aos senhores do que a Deus; pois nós não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos.” (Atos dos Apóstolos 4:19-20). A coragem deles foi proveniente das experiências pessoais com Jesus, eles O viram e O ouviram.

Muitas vezes nos envergonhamos para defender nossa fé. Jesus tem sido ridicularizado em nossa presença, o Sábado tem sido dilacerado aos nossos ouvidos, e nossa denominação tem sido desonrada diante de nós. Isto pode estar acontecendo porque nós professamos Cristo mas não estamos tendo uma experiência pessoal com Ele. Nós podemos estar cegos ainda e perdidos. Como os filhos de Ceva, nós cuidamos de proclamar Jesus que nós não conhecemos pessoalmente. (Atos dos Apóstolos 19:13-15) Nós nem precisamos da cura do homem cego nem de John Newton contando suas experiências, nós já temos idade e deveríamos falar por nós mesmos.

Testemunho: Este homem não tinha entendido completamente o que havia acontecido com ele, mas o que ele sabia era que ele era um homem transformado. Há muitas coisas na vida e na fé que nós não conhecemos. Há tantas outras que nós nunca saberemos, mas há uma verdade que é muito significativa que nós sabemos. “UMA COISA eu sei, eu era cego, mas agora eu vejo”.

Cegueira pode ser classificada de duas formas: a física e a espiritual. Jesus veio para lidar com ambas. O pecado é a principal razão de muitos ainda viverem na escuridão. (João 9:40-41). Há aqueles que nasceram em tradições religiosas que ofereceram ensinos errados. Outros se abriram para ouvir a verdade enquanto outros deliberadamente recusam a ouvir a verdade. Eles optaram por se manterem cegos como os fariseus. O pior dos casos são aqueles que conheceram a verdade mas se desviaram no erro. A miopia teológica é a pior causa de cegueira espiritual que afeta o mundo hoje em dia (2 Timóteo 3:5-7;4:2-4).

Reflexões:

  1. Quantas vezes eu canto a canção de John Newton (Maravilhosa Graça) e isso não tem significado nada para minha própria vida?
  2. Se você pudesse verdadeiramente entender uma única coisa, o que poderia ser?

Oremos pelos Batistas do Sétimo Dia na República Democrática do Congo, Cuba, República Checa, Equador, Inglaterra* e Etiópia.

* Conferências que são membros da Federação Mundial Batista do Sétimo Dia.

Artigos Relacionados

Quatro ministérios do Espírito Santo
  Mas, quando vier aquele, o Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo,...
Quatro ministérios do Espírito Santo, terça-feira
  Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. .   Sabendo...
A plenitude do Espírito Santo, quarta-feira
uando pensamos em ser cheios do Espírito Santo e nos relatos bíblicos sobre este tema, vêm-nos à mente diversos personagens...
Os dons do Espírito Santo, terça-feira
  E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a...