“Por isso nunca ficamos desanimados. Mesmo que o nosso corpo vá se gastando, o nosso espírito vai se renovando dia a dia.” II Corintios 4:16

Paulo sofreu muito. Foi perseguido, maltratado, preso, mas nunca deixou de levar a mensagem do Evangelho, por onde passava ele falava de Cristo não se importando com o que iria ter que enfrentar. Apesar de todo sofrimento, ele conseguia ficar em paz e fortalecer os irmãos na fé. Certamente o corpo físico de Paulo andava abatido e machucado por tudo que sofria, porém, seu interior era o contrário, ele diz que “o espírito se renova dia a dia”, cada dia que passava ele crescia em sua vida espiritual e recebia de Deus a força que precisava para suportar tudo.

Era um homem de fé que tinha Cristo em foco,  ele sabia que Jesus voltará um dia e essa esperança foi o que o moveu para ir em frente. Ele fala: “E essa pequena e passageira aflição que sofremos vai nos trazer uma glória enorme e eterna, muito maior do que o sofrimento” (v.17). Ao lermos a vida de Paulo após sua conversão, vemos que não foi nada fácil, mas apesar disso, ele chama o seu sofrimento de “pequena e passageira aflição”. E nós como temos olhado para nossos sofrimentos? Como algo insuportável? Pesado demais? “É muito pra mim!”? Saiba que Deus não lhe dá aquilo que você não pode suportar (1 Coríntios 10:13).

Paulo não podia impedir ninguém de lhe perseguir, bater, prender; mas podia cuidar da sua vida espiritual com Deus, se fortalecendo dia após dia; por isso tinha seu espírito renovado todos os dias, porque buscava isso. Ele alimentava seu espírito, e não ficava reclamando das coisas que estavam acontecendo, ele buscava refúgio em Deus, tinha comunhão com Deus, e isso fazia com que não ficasse fixado nas dores da carne. “Porque nós não prestamos atenção nas coisas que se veem, mas nas que não se veem. Pois o que pode ser visto dura apenas um pouco, mas o que não pode ser visto dura para sempre” (v.18). Ele sabia que todo sofrimento acabaria, mas o que lhe esperava e o que lhe espera é eterno, e um dia ele receberá o seu galardão.

Nós temos que ser igual a Paulo. Apesar da doença, do cansaço, do desanimo, que desgastam o nosso corpo físico, temos que buscar a comunhão com Deus para termos o nosso espírito renovado. No final de tudo é isso que permanecerá, todo sofrimento irá acabar, tudo o que nos desgasta não terá mais efeito nenhum em nós.

É exatamente quando passamos por situações difíceis que Deus nos molda, pois nós permitimos isso, nos tornamos mais sensíveis ao seu toque e deixamos Deus cuidar de nós, como crianças que precisam do cuidado dos pais. Se Paulo não tivesse em comunhão com Deus, provavelmente não conseguiria ter permanecido tão firme, não teria a esperança que tinha; mas ele procurava Deus, e Deus não o deixou sozinho.

Deus não deixa você sozinho também. Ele quer fortalecer você, quer que você faça como Paulo: não olhe para os problemas que lhe atingem, mas olhe para Ele. Há algo muito grandioso esperando por você. Podemos até ter o nosso exterior abalado, mas no nosso interior ninguém pode tocar, além de Deus. Cabe a nós cuidar da nossa vida espiritual, para que ela não desfaleça com a carne. O nosso espírito é o que sustenta o nosso ser, por isso que temos que alimentá-lo todos os dias, renovando as nossas forças em Deus e esperando nEle.

Artigos Relacionados

Simplesmente Agradeça! Simplesmente Agradeça!
“Pois o Senhor, o seu Deus, os tem abençoado em tudo o que vocês têm feito. Ele cuidou de vocês em sua jornada por este grande deserto. Nestes...
O Grande Quebra-Cabeça! O Grande Quebra-Cabeça!
“Vocês planejaram o mal contra mim, mas Deus o tornou em bem, para que hoje fosse preservada a vida de muitos.” Gênesis 50:20 Você já deve ter ouvido...
Bons Tempos Bons Tempos
“Nós nos lembramos dos peixes que comíamos de graça no Egito, e também dos pepinos, das melancias, dos alhos-porós, das cebolas e dos alhos. Mas...
Respostas Bíblicas para Tempos de Crise Respostas Bíblicas para Tempos de Crise
  O Estado está economicamente fraco, sendo alvo de interesse das nações estrangeiras, desejosas por expandirem mais e mais sua influência. Pesadas...