Os justos florescerão como a palmeira, crescerão como o cedro do Líbano; plantados na casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus.

Salmos 92:12-13

O Livro dos Salmos está repleto de comparações, paralelismos 1 , metáforas e analogias que tratam da vida do homem em relação ao próprio homem e em relação a Deus; suas condutas e sentimentos diante das vicissitudes da vida. Cada texto possui marcas do eu lírico (autor), caracterizando-se como “poético”. Fazem parte desse aglomerado: músicas, hinos de louvor, orações, lamentações, súplicas; acrósticos, atribuídos a autores diversos, escritos em circunstâncias e épocas diversas e que expressam a identidade, sentimentos e visão de quem o escreveu.

Nosso texto base, Salmos 92 tem valor literário incrível de louvor descritivo, celebra a pessoa e a obra de Deus de forma empolgada. Contém igualmente vários temas de sabedoria; traz o detalhe incomum de ser destinado para o sábado e, utiliza de metáforas naturalistas para descrever o justo. Analisemos:

“O justo florescerá como a palmeira”

O interessante da “palmeira”, planta típica do oriente é que florescem o ano todo e depois frutificam, é uma das árvores mais difíceis de arrancar da terra, pois possui uma das raízes mais profundas e fortes que existem. Aqui o autor compara o justo com a palmeira, conotando sua condição de “florescer” em todo o tempo apesar das intempéries da vida e sua firmeza.

A árvore, assim como todo ser vivo, necessita de alimento para sobreviver, crescer e frutificar. As árvores alimentam-se basicamente de água e sais minerais que absorvem do solo, através das raízes, e através das folhas. A água que entra pelas raízes atinge todas as partes da planta, chegando às folhas, que são o principal local onde se realiza a fotossíntese. Durante as horas mais frescas do dia, as folhas ficam com seus poros abertos; quando o dia esquenta, ela fecha os poros para não perder água.2

Assim como as folhas das árvores estão com os poros abertos para receber água e raios de sol, da mesma forma precisamos estar com o coração pronto para receber a transformação de Deus. Deus somente agirá, transformará e nos curará se estivermos com nosso coração aberto. Não há possibilidade de a benção de Deus ser derramada em um coração fechado. É preciso abrir o coração para receber e oferecer amor às pessoas.

Ocorrem situações em nossas vidas, nas quais somos tão machucadas, que pensamos que a melhor coisa a se fazer é fechar o coração e não amar mais ninguém. É uma forma de autodefesa, pois não queremos sofrer novamente. Porém, agindo dessa maneira, permitimos que a amargura crie raízes, ficamos insensíveis e nossa alma adoece. Fomos criados para amar e sermos amados, para nos relacionarmos. É esse o projeto de Deus para nós, é esse o projeto de Deus para a igreja.

Nesse processo, além de Deus trabalhar em nossa vida, trabalha também na vida de outras pessoas. Deus nos molda e nos ensina a amar. E ao final do processo, nosso coração está aberto de novo, para amar e receber de Deus as bênçãos, a água da fonte da vida.

“Crescerá como o cedro no Líbano”

O Cedro é uma árvore majestosa que encontramos nas regiões montanhosas do Líbano, Síria, Turquia, Chipre, Marrocos, Argélia, Noroeste Africano, etc. O cedro atinge até 40 metros de altura e 14 metros de diâmetro no tronco. Embora existam muitos tipos de cedros, o Cedro do Líbano ou Cedrus libani é a espécie mais velha e mais forte, podendo viver ao longo de centenas de anos. 3

Além das folhas, as árvores também se alimentam pelas raízes. É através da raiz que a árvore absorve água e nutrientes do solo, e conduz esse material até o caule.4

“Plantados na Casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus”

Podemos considerar como solo a nossa igreja local. Quando estamos plantadas em um solo rico, uma igreja saudável, os nutrientes são absorvidos sem dificuldade. Em uma igreja assim, a maioria das pessoas absorveu a visão do viver cristão e do que é ser igreja, e trabalham dentro dessa visão, dentro e fora do templo.

Florescem na comunhão:

Um irmão auxilia o outro e os membros investem seu tempo para a sustentação e crescimento do Reino de Deus.

Florescem na liderança:

O pastor lidera esse rebanho, oferece apoio, ora por eles, incentiva-os a exercerem seus dons e nunca desistirem. Pois o trabalho feito para o Senhor nunca é em vão.

Florescem na resiliência:

Nesta igreja há dificuldades, ervas daninhas, o joio no meio do trigo, mas isso não contamina as árvores saudá- veis, pois estão bem alimentadas e superam todas as dificuldades.

Florescem no estudo da Palavra:

Nessa igreja as pessoas se alimentam pela Palavra, seja ela proferida pelo pregador, em casa em seu momento de comunhão com Deus ou quando um irmão aconselha o outro. O alimento também vem do grupo de louvor que ministra na vida das pessoas com suas vozes e instrumentos, e das pessoas que oferecem o seu louvor com gratidão e coração aberto.

Florescem nas obras:

Nessa Igreja o Reino de Deus é prioridade e divulgá-lo torna-se a missão de todos os membros. A Igreja viva e relevante não é meramente assistencialista, mas desenvolve o amor de Cristo e atende aos necessitados.

Florescem nas bênçãos:

Por fim, o alimento vem também de ver o agir de Deus na vida da igreja, há testemunhos de transformação e restauração.

Às vezes, pode acontecer de a árvore ter sido plantada em um solo pobre, tornando-se mais difícil conseguir os nutrientes. Nestes casos, geralmente a árvore desenvolve raízes mais profundas, que exploram camadas um pouco mais ricas e conseguem adquirir os nutrientes necessários.

Há muitas maneiras de absorver os bons nutrientes do solo onde você está plantada, seja este um solo pobre ou rico de nutrientes. A diferença é que no solo pobre o esforço precisará ser maior. Mas lembre-se, as dificuldades nos fazem crescer e amadurecer.

A igreja não é um clube ou uma instituição que apenas frequentamos, mas um lugar de crescimento espiritual. Se uma planta não absorve os nutrientes necessários, ela não se desenvolve normalmente. Da mesma forma nós, se olharmos para as dificuldades e ficarmos parados, desanimados, sem nos alimentarmos, sem que absorvamos os nutrientes, sofreremos as consequências de um mau desenvolvimento.

quências de um mau desenvolvimento. O desejo do coração de Deus é que desenvolvamos os talentos que Ele nos deu. Deus quer desenvolver a sabedoria Dele em nós. Ele deseja ver nosso desenvolvimento assim como o pai deseja ver o filho se desenvolvendo com todo seu potencial, e crescendo com saúde.

Queridas irmãs, que nos esforcemos, com toda força e capacidade que Deus nos dá, para que sejamos lindas plantas no jardim de Deus, absorvendo os nutrientes, florescendo e dando frutos para o Reino do nosso Deus.

Perguntas para reflexão:

  1. Assim como as folhas das árvores estão com os poros abertos para receber água e raios de sol, meu coração também está aberto para receber água da fonte da vida e a luz que vem do Senhor?
  2. O que tenho feito para absorver os nutrientes do solo onde estou plantada? Ou seja, o que tenho feito para me alimentar espiritualmente em minha igreja local?
  3. Analisando minha caminhada cristã, percebo que estou me desenvolvendo e crescendo de maneira saudável?
  4. De quais formas podemos “florescer”?
  5. Analise sua Igreja local. Observe pacientemente seu movimento vital e responda: como posso contribuir para o bom desenvolvimento de toda a Igreja?

Notas de rodapé:

1 Paralelismo é uma colocação de ideias, normalmente duas, numa estrutura que enfatiza a semelhança ou o contraste entre elas. Diversos estudiosos identificam vários tipos de paralelismo nesses livros.

2 SILVA, Breno de Mello et all. Adubação verde: Cultivando a fertilidade dos solos. Disponível em: https://www2.cead.ufv.br/espacoProdutor/scripts/verArtigo.php?codigo=42&acao=exibir. Acessado em: 10 de junho de 2016.

3 http://projetovidanova.com.br/blog/melhoridade/?p=704 Acessado em: 27/09/2016.

4 MATTER, Gilberto. Jardinagem: A estrutura e partes das Plantas. Disponível em: http://www.paisagismobrasil.com.br/index. php?system=news&news_id=541&action=read. Acessado em: 28 de junho de 2016.

 

Artigos Relacionados

Recomeçar é preciso! Recomeçar é preciso!
Todavia, lembro-me também do que pode dar-me esperança: Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são...
A vida que flui da morte
Digo-lhes verdadeiramente que, se o grão de trigo não cair na terra e não morrer, continuará ele só. Mas se morrer, dará muito fruto. João 12:...
Seja sua melhor versão hoje!
Assim, eu lhes digo, e no Senhor insisto, que não vivam mais como os gentios, que vivem na futilidade dos seus pensamentos. Eles estão...
Mulheres Transformadas pela Palavra Mulheres Transformadas pela Palavra
Assim como a chuva e a neve descem dos céus e não voltam para ele sem regarem a terra e fazerem-na brotar e florescer, para ela produzir semente...