Melhor é um dia nos teus átrios do que mil noutro lugar; prefiro ficar à porta da casa do meu Deus a habitar nas tendas dos ímpios.

Salmos 84:10

Existem momentos de muita luta na nossa vida que fazem parecer que tudo contribui para nos afastarmos do Senhor, às vezes pensamos em nos afastarmos “só um pouquinho”, e planejamos “dar um tempo” de Deus, pois, como pecadores ficamos em alguns momentos tristes, chateados e decepcionados com Deus, achando que, de alguma forma, Ele possa ser culpado por nossas falhas, problemas e lutas ou muitas vezes não confiamos na providência divina.

Situação semelhante é vista no capítulo 19 do primeiro livro de Reis, no qual retrata que Elias, diante de uma ameaça de Jezabel, ficou tão abatido, sem confiança em Deus e temeroso que só pensou em fugir, se isolar em um deserto e pedir a Deus que tirasse sua vida. Podemos observar nesse mesmo capítulo que Deus não desistiu de Elias, mas enquanto Elias procurava se afastar dEle e fugir dos propósitos que Deus tinha para sua vida, seus medos e desânimo permaneciam afligindo-o.

Esse é o cenário que temos ao nos afastarmos de Deus, mesmo que por um “tempinho”, longe de Deus, passamos pela experiência da angústia, do vazio e da desesperança. É como habitar em lugares áridos e não enxergar nem o bem (Jeremias 17:5-6). Permanecer nesse estado não vai mudar a situação, muito menos trará paz e refrigério, ao contrário, acrescentará trevas em nosso coração. Mas Cristo é a Luz que nos afastará das trevas:

Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: "Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida".

João 8:12

Se, de alguma forma, aquilo que motiva nossa carne a se afastar de Deus é acharmos que Ele é o responsável por nossos problemas, lembremo-nos sempre que o fato de Deus permitir que algumas coisas aconteçam não significa, necessariamente, o querer dEle, pois, nossos únicos inimigos e responsáveis pelas maldades e tragédias são: nossa carne, o mundo e o maligno. O amor de Deus jamais falha, se apegue a isso nos momentos difíceis, Cristo estará com você em qualquer situação.

Mas, se o motivo do afastamento for a desconfiança na providência de Deus, lembre-se do caso de Elias, no capítulo citado anteriormente, que Deus não desistiu dele, mas protegeu e preservou sua vida  e, ainda, o alimentou e matou sua sede, cuidando dele como O Pai que Deus é.

Por isso, que possamos fazer uma retrospectiva da nossa vida, percebendo que Deus nos dá vida e sustento em todos os dias, lembrando dos momentos em que Ele esteve ao nosso lado (ainda que em silêncio algumas vezes) nos sustentando e nos livrando, recordando as chances concedidas por Ele, das vezes em que nos perdoou pelos nossos atos de rebeldia e, principalmente, fazendo sentir em nosso coração o amor (inexplicável amor) demonstrado por Jesus no seu sacrifício na cruz para que não morrêssemos em nossas transgressões. Diante disso, sejamos gratos e O adoremos. O nosso clamor em busca da fé e confiança em Deus certamente será ouvido e concedido por Ele, creia.

Se sua vida cristã, de relacionamento com Deus, está de alguma maneira “pesada” (na sua forma de enxergar a situação) e você acha que obedecer a Deus é um fardo ou tolhe sua “liberdade”, está na hora de fazer uma auto avaliação, parar pra pensar se você busca a Deus por quem Ele é e por Seu amor ou se você O busca simplesmente para obter algo dEle .

Se a sua busca por Cristo está baseada em interesses, convido-o a clamar ao Senhor em arrependimento para que você O busque por amor, para que o Espírito Santo possa lhe mostrar quem Cristo verdadeiramente é e fazê-lo compreender o imenso e imutável amor que Ele tem por você. Que você entenda, principalmente, que sua vida foi feita para glorificar Aquele que é o único digno de toda honra, glória e louvor: Jesus Cristo. Ame-o porque Ele é Deus e Ele é bom e Sua benignidade dura para sempre. Por que pensar em se distanciar desse amor, mesmo que por um “tempinho”? A solução sempre será Ele, somente Ele!

Que jamais venhamos a pensar em “descansar” de Deus, pois, sabemos que Ele é o próprio descanso (Isaías 32:17-18) e refúgio (Salmos 46:1), devemos, portanto, descansar em Deus, pois não há nada melhor do que estar na presença do Deus que tanto nos ama, que nos comprou por um alto preço e que, dia-a-dia, nos demonstra o seu misericordioso amor.

O Salmos 84 provavelmente escrito por Davi, retrata o quão maravilhoso é estar na presença do Senhor e, por isso, é um hino escrito para os mais nobres dos filhos da hinologia, os filhos de Corá. Segundo Charles Spurgeon não havia tema mais doce e, por isso, poucos salmos de louvor foram entregues aos mais nobres. Davi a despeito de tudo o que Deus já havia lhe concedido entendia que nada era mais importante do que estar na presença do Senhor, então, no momento em que ele se afastou, ele sentiu a miséria do afastamento. Muitos de nós também já sentimos como é viver distante de Deus, mas, assim como o versículo 10 nos ensina, mil dias desfrutando de tudo o que o mundo pode nos oferecer não são melhores do que um dia nos átrios de Deus.

Que neste dia, no nome de Jesus Cristo, sejam afastados de nossa vida o desânimo, a desesperança, a incredulidade, a falta de arrependimento, a depressão e a falta de confiança no único digno de TODA a confiança, para que possamos perseverar na presença do Senhor e alcançar a coroa da vida (Tiago 1:12). Que possamos rejeitar, hoje e todos os dias, toda e qualquer cogitação em nos afastarmos de Deus. A presença do Senhor é doce e maravilhosa e pode ser sentida e experimentada.

Cristo é nossa esperança e o refrigério será dado por Ele, creia:

Pois a sua ira só dura um instante, mas o seu favor dura a vida toda; o choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria.

Salmos 30:5

Artigos Relacionados

“Lua de Sangue”: Sinal Profético do Fim? “Lua de Sangue”: Sinal Profético do Fim?
No dia 27 de julho de 2018 ocorreu o maior eclipse lunar total do século, com duração de 103 minutos e visibilidade total ou parcial na Austrália,...
A ressurreição de Jesus, segunda-feira
E depois destas coisas sucedeu que adoeceu o filho desta mulher, dona da casa; e a sua doença se agravou muito, até que nele nenhum f&...
Firmados na Esperança Firmados na Esperança
Situações que parecem um deserto, que parecem ser o fim, que parecem não haver mais chances, para as quais, racionalmente, não há solução, em...
Alimentando a Esperança Alimentando a Esperança
Jesus olhou para eles e respondeu: "Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis". Mateus 19:26 Nós podemos depositar...